Todo o fim de semana é animado pelo desejo de amor, criatividade, manifestação de quem somos e do que somos capazes, de forma mais ou menos dramática ou com chamadas de atenção, com a Lua em Leão a puxar cada qual a ser o Rei da sua selva. No sábado pode haver contestação a essa posição dominante já que a Lua se opõe a Vénus e Mercúrio em Aquário o que traz divisão entre esse desejo de protagonismo e o respeito dos equilíbrios colectivos. No Domingo, a Lua entra num grande trígono de Fogo com Saturno em Sagitário e Urano em Carneiro e aí sim, é possível marcarmos a diferença com seriedade e génio. Não podemos no entanto esquecer que por detrás de toda a fachada tem de haver trabalho sério e sentido prático, o que pode ser factor de tensão com Júpiter em Virgem em aspectos difíceis a Urano e a Saturno. O Sol e Neptuno em Peixes guiam o espírito na busca de uma manifestação artística,  entendimento, compaixão ou um ideal a seguir. Com estes aspectos e a caminho de uma Lua Cheia em Virgem na segunda feira, quanto mais nos empenharmos ou dermos a cara, este fim-de-semana,  por aquilo que acreditamos e queremos concretizar para servir uma boa causa, maior será a satisfação ou orgulho sentido. Há que mostrar o que nos inspira.

A tela é um auto-retrato da pintora francesa Vigée Le Brun, 1755-1842

image

astro_w2gw_28_carta_do_dia.68450.10286 astro_w2gw_28_carta_do_dia.68464.11176

Anúncios