Continua a tensão entre o que desejamos e o que temos de fazer, agravada pela força das circunstâncias que exige apenas pragmatismo e uma organização das coisas sem lugar para fantasias. Ontem e hoje, Sol e Mercúrio retrógrado em Virgem estão em quadratura a Marte em Sagitário dando o mote para a dificuldade de enquadrar a vontade de ir mais longe com a necessidade de tratar do que está ao redor enquanto Saturno em Sagitário continua em quadratura exacta a Neptuno em Peixes esfriando sonhos e estruturando a sensibilidade. No fundo, há que afinar ideias e pensar nos detalhes que pesam nas opções.

As relações com os outros pessoais, diplomáticas, financeiras são a fonte de crescimento pessoal e colectivo – com Vénus e Júpiter em Balança – e aspiramos a um novo enquadramento com a Lua em Aquário a levar-nos a procurar os grupos com que nos identificamos para exprimir em liberdade o que de diferente temos para oferecer  – graças ao trígono que se aproxima entre Marte e Urano. É boa altura para nos empenharmos em novos projectos  em que a achega individual, depurada, faça a diferença no colectivo.

astro_w2gw_28_carta_do_dia-53579-18798

Anúncios