Com maior ou menor resistência, devemos ontem ter conseguido dobrar um marco, pondo mais ordem em assuntos em atraso, papéis, contas, organização de vida e serviço mas ainda estão coisas por resolver. Mercúrio retrógrado esteve ontem conjunto ao Sol em Virgem, quadrado a Marte em Sagitário e e só vai voltar a estar directo no próximo dia 23 o que significa que, até lá haverá que completar esses processos de organização ou serviço que chegam a um ponto particularmente relevante na Lua Cheia e Eclipse de dia 16, a próxima sexta-feira. – veja aqui mais informação sobre esse eclipse.

Hoje a Lua ainda está em Aquário o que nos leva a procurar eco das nossas aspirações junto de grupos com que partilhamos o que pensamos serem  ideias de futuro. Estamos a trabalhar feridas de entendimento e partilha que há que enfrentar, analisar e resolver com Sol e Mercúrio opostos a Quíron em Peixes – que também sofre da quadratura de Marte em Sagitário – como se as ideias que defendemos fossem uma questão de tudo ou nada em que de qualquer forma saímos a perder. Não tem de ser assim mas talvez haja que ir ao extremo de tensão do eclipse da Lua em Peixes na sexta feira, – conjunta a esse mesmo Quíron e ainda quadrada a Marte – para podermos rebentar com o que está mal e brilhar com o que estiver bem encaminhado, na senda do que semeamos no eclipse do Sol e Lua nova de 1 de Setembro. Nada do que há a fazer pode ser feito sozinho, a abertura às relações equilibradas é a chave do processo de transformação em curso com Vénus e Júpiter em trânsito em Balança e o apelo à compaixão da Lua e Quíron em Peixes.

astro_w2gw_28_carta_do_dia-53631-20314

Anúncios