O amor-próprio, contentamento nas relações, satisfação financeira, valores que defendemos são hoje tocados por dores antigas de desamor ou carência que é preciso encarar e resolver. Não ir atrás da negatividade, largar o que e quem faz ferida e avançar recolocando-nos, como indíviduos, no colectivo são respostas positivas à conjunção agora de Vénus a Quíron em Peixes e a sua activação da quadratura de Quíron a Saturno em Sagitário até à Lua Nova no dia 28. A capacidade de lidar com as dificuldades e de aspirar a estruturas sólidas a longo prazo vem da Lua em trânsito em Capricórnio que estimula frontalidade e método, mais ainda quando, pela noite fizer conjunção a Mercúrio com lógica e instinto centrados num só objectivo: preparar o caminho para nos posicionarmos mais genuína e livremente a partir da conjunção do Sol à Lua Nova no próximo sábado. Não são dias alegres com Vénus quadrado a Saturno mas podem ser proveitosos e dar consciência tranquila se aceitarmos obrigações e limites e reajustarmos valores.astro_w2gw_28_carta_do_dia-76727-17538

Anúncios