Aumentou de ontem para hoje a intensidade emocional com que encaramos a organização das coisas, face às mudanças – necessárias ou impostas-  a que, apesar da dificuldade ou resistência, temos de nos ajustar. Hoje, não só Marte faz quadratura a Plutão – um aspecto de tensão extrema, quase bélico- , como a Lua em Capricórnio faz conjunção a Plutão e quadraturas a Marte e Urano em Carneiro e a Júpiter em Balança, activando todos os processos de transformação em curso que envolvem a nível pessoal um nova ordem doméstica e/ou profissional e a nível colectivo, financeira e/ou política. São trânsitos que construtivamente permitem melhorar substancialmente as condições mas que também podem representar alterações difíceis de aceitar. Ou estamos em controlo e activamos essa transformação  no sentido que desejamos ou somos vitimas de forças externas que nos mudam a vida, num caminho que, no final desta semana,  – com uma Lua Nova e eclipse do Sol conjunto ao Nódulo Norte ao mesmo tempo que Marte faz conjunção a Urano em Carneiro- será balizado pela capacidade de termos sentido prático, ideias de serviço e deixarmos para trás, de vez, um velha ordem com padrões e parceiros que já não servem os propósitos de futuro. Vamos abrir caminho no eclipse e, até lá, estamos a perceber- talvez duramente – o que será exigido.

astro_w2gw_28_carta_do_dia-47262-21445

Anúncios