Hoje é dia de Lua Cheia, uma Lua Cheia em Escorpião, intensa não só pela sua natureza como pela série de aspectos que faz a outros planetas em trânsito. São vários os aspectos a ter em conta para ter uma perspectiva mais clara das correlações em causa.  Em primeiro lugar, na Lua Cheia, oposta ao Sol, emoções e força vital estão em desacordo, neste caso o Sol em Touro leva-nos a desejar segurança, estabilidade, valores certos enquanto a Lua em Escorpião fica iluminada pela insegurança, compulsão de controlo, receio de mudança, tudo sentido de forma visceral.

De seguida, há que ver os aspectos que fazem os regentes do Escorpião: por uma lado Plutão em trânsito em Capricórnio está em trígono ao Sol e sextil à Lua o que mostra que é possível mudar com alguma facilidade o que está estagnado e que podemos de certa forma controlar o processo de regeneração de valores materiais, estruturais; por outro, Marte em Gémeos em trígono a Júpiter em Balança indica que podemos ter contactos vários, apregoar ideias e projectos de forma equilibrada, diplomática, contabilisticamente correcta, mas Marte faz também uma quadratura a Neptuno em Peixes e isso pode tingir o discurso de fantasias pouco rentáveis, alimentadas também pelo excesso de voluntarismo de Vénus, regente do Sol em Touro, em trânsito em Carneiro, regido por Marte, em oposição a Júpiter.

Com Saturno em trígono a  Mercúrio e a Urano, há certamente um propósito a longo prazo, uma iniciativa bem pensada a que temos de dar seguimento nesta Lua Cheia. Porque o asteróide Juno, regente das relações estáveis, dos casamentos e sociedades para a vida está em trânsito em conjunção a Plutão,  – aspecto que voltará a fazer em Novembro – nesta Lua Cheia temos também de encarar qual o papel que temos, o que valorizamos, o que controlamos e podemos não ter que controlar nas estruturas das relações, nas alianças em que nos empenhamos, nas situações contratuais  que queremos criar, aprofundar, transformar.

É uma Lua Cheia que pode trazer uma renovação profunda das emoções que projectamos nos relacionamentos e investimentos, seja qual for a sua natureza porque o que é pedido é que demos novo valor a nós próprios, no nosso contributo, na nossa criatividade, identificação : a entrada recente dos Nódulos da Lua  no eixo Leão/ Aquário obriga-nos a ter voz no mundo.

Quadro de Paula Rego

 

Anúncios