O espírito das coisas ou com o qual fazemos as coisas, a filosofia de vida,  o mundo que se nos abre através da nossa abertura aos outros e as iniciativas que tomamos para ir mais longe de encontro à nossa verdade ou valores pessoais é o que mais interessa hoje e amanhã com a passagem da Lua em Sagitário, regida por Júpiter em Balança, em trígono a Vénus em Carneiro e o Sol em Touro. A facilitar a expressão dessa verdade está Marte em Gémeos em trígono a Júpiter em Balança, já a afastar-se da quadratura a Neptuno que nos últimos dias toldou a clareza da comunicação, com dúvidas, sombras e ilusões.  Há agora mais clareza e consistência ajudada pelo trígono de Saturno em Sagitário a Urano e Mercúrio em Carneiro. A honestidade é chave, mesmo que isso dê lugar a discussão com a Lua pela tarde em oposição a Marte, aspecto melhor aproveitado para partir em viagem, aprender novas coisas, dar novo sentido à vida porque procuramos nova informação para o espírito. Não esquecer que Saturno ainda está em quadratura a Quíron em Peixes, aspecto que com as retrogradações se prolonga, mais ou menos exacto até ao final do ano: há feridas antigas, dores profundas de desamor ou dos males do mundo sobre as quais temos de trabalhar em consciência, nestes dias com a possibilidade de ter sobre esses assuntos rasgos de compreensão que nos permitem iniciativas que saram, graças aos aspectos de Saturno a Mercúrio conjunto a Urano em Carneiro que também estão em semi-sextil a Quíron.

Anúncios