Vem aí uma Lua Nova em Gémeos no dia 25 que pede reflexão e uma nova forma de comunicar as nossas emoções, mesmo que contraditórias. Até lá, desde hoje à tarde, com a Lua a terminar um ciclo ao atravessar o signo do Touro, temos de procurar estabilizar a turbulência dos últimos dias, intuir e apostar em valores seguros para, a partir da Lua Nova, os podermos exprimir com maior racionalidade. A chave para a harmonia interior e exterior esta semana vem por isso da aceitação de que tem de haver diálogo inteligente que sirva a busca de novos equilíbrios nas relações pessoais, financeiras, políticas, com Vénus, regente do Touro onde se encontra a Lua e Mercúrio, regente do Sol em Gémeos em Touro, regido por Vénus que depois de uma oposição a Júpiter em Balança nos últimos dias se prepara para fazer quadratura a Plutão em Capricórnio. Ou seja, a disputa entre o Eu e o Nós ou o Eu e os Outros  vai ter de se resolver com a adopção de novas formas de diálogo, com base no equilíbrio entre a individualidade, a inovação e o sentido de responsabilidade a longo prazo ilustrados pelo trígono de Fogo entre o Nódulo Norte em Leão, Urano em Carneiro e Saturno em Sagitário.  Relações, negócios, finanças, desejo de acção têm desde já de ser trabalhados para que se integrem extremos e seja reduzida a fricção da quadratura de Vénus a Plutão que coincide com  a Lua Nova em Gémeos dia 25, a partir da qual a conversa tem de ser outra.

Anúncios