Entregarmo-nos aos prazeres da mesa, das companhias, dos gastos fúteis pode hoje custar caro apesar da tentação. São vários os aspectos que apelam à indulgência dos sentidos sendo o mais potente o sextil de Vénus em Leão a Júpiter em Balança, apoiado num trígono de Vénus a Urano em Carneiro que dá abertura a surpresas nos relacionamentos, mais ainda com a Lua em Caranguejo quadrada a Urano e trígono a Neptuno em Peixes que traz rupturas por irmos atrás de fantasias. Mas há um grande travão que é a quadratura do Sol em Virgem a Saturno em Sagitário e que nos mostra os limites de actuação já que fundamentalmente há que trabalhar e ter as ideias claras, focadas no longo prazo e não na satisfação imediata. O trígono do Sol a Plutão reforça a necessidade de apostarmos em aprofundar o que pode ser mudado em termos de organização de trabalho e o trígono do Nódulo Norte em Leão a Saturno também encoraja os bons princípios e uma actuação exemplar. Em suma, um dia em que não é a satisfação imediata que deve ser saciada mas durante o qual devemos sim pensar e agir em prol de um melhor serviço  e melhores resultados com Mercúrio e Marte conjuntos em Virgem.

Anúncios