Neste começo de semana e de mês torna-se possível pôr em prática o que até agora tinha parecido impossível ou porque não estavam reunidas as condições ou porque não tínhamos energia para isso. E o mais simpático é que não o fazemos de uma forma crua mas sim reflexão, sensibilidade, alma, sentido de diálogo e interesse por relações equilibradas, mesmo se estivermos a agir. Isto acontece com Marte e Vénus ema Virgem em trígono a Plutão em Capricórnio, uma combinação de aspectos que permite o pragmatismo e dedicação que fazem mover montanhas enquanto Mercúrio, Sol e Júpiter em Balança se traduzem na interacção e procura de justiça entre o que damos e o que recebemos, no amor, nas contas, na política. Pela manhã, um trígono da Lua em Aquário a Júpiter em Balança e sextil a Urano em Carneiro abre-nos a múltiplas relações, ideias e possibilidades de acção.  Pela tarde quando a Lua  passa a Peixes é de alma e coração que nos dedicamos a ter os resultados que Marte, Vénus e Plutão permitem. A compaixão, empatia e sentido de é preciso seguir ideias e ideais bem estruturadas- com Saturno em Sagitário vem dessa Lua em Peixes, num crescendo terça feira quando fizer conjunção a Neptuno.  A chave do sucesso para estes dias é ser-se capaz de flexibilidade para ajustar tecnicamente, na pratica, na organização, tudo o que de facto não fizer sentido a longo prazo. Não podemos contar com satisfação imediata já que toda a semana Vénus e Marte estarão quadrados a Saturno. Bom trabalho e paciência…

Imagem: “Jon Rafman, Dream Journal, 2017, single channel video. Courtesy: the artist” , em ArtNews sobre a  Frieze Art Fair, NY 2017

Anúncios