Sábado é um bom dia para nos relacionarmos sem perder o sentido de identidade e para isso estamos prontos a agir de forma independente mas aberta ao equilíbrio das relações, com a entrada de Vénus em Balança e a Lua em Leão, conjunta ao Nódulo Norte e em trígono a Urano em Carneiro. O trígono da Lua a Saturno em Sagitário e a Urano em Carneiro traz simultaneamente uma estabilização da expressão das emoções e a liberdade para as exprimir.  A honestidade é recomendada com um quincúncio de Mercúrio em Balança a Quíron em Peixes, a única atitude que ajuda a ultrapassar velhas feridas em vez de as agravarmos com palavras ou uma lógica de diálogo mais virada para agradar aos outros do que a corresponder aos nossos sentimentos.  Na viragem de sábado para domingo é tempo de festa com Vénus em semi-sextil a Júpiter a somar-se ao trígono de Fogo entre a Lua, Urano e Carneiro. As relações são o foco do encantamento e é através delas que regeneramos emoções.

No domingo pela tarde a Lua entra em Virgem e é tempo de arrumar, organizar, repensar o que no sábado foi criado, com o apoio da oposição de Mercúrio em Balança a Urano em Carneiro que nos revela a importância de definir o que é nosso e o que é dos outros, com um sentimento de urgência ou disputa entre o individual e o social. Pode haver discussões porque há novas informações e é sobre isso que seremos chamados a reagir na Lua Nova dia 19 quando o Sol se opuser também a Urano. Em resumo, podemos aproveitar sábado para expandir contactos enquanto no domingo teremos de estar atentos às palavras cujo impacto se fará sentir durante a semana.

 

Anúncios