Eficiência e sentido do detalhe ajudam-nos hoje a organizar melhor o que tem de ser feito para que na Lua Nova dentro de dias possamos entrar num novo ciclo de relacionamento e de procura de equilíbrio ou justiça pessoal, política, contractual. A Lua está em Virgem onde faz um trígono a Plutão em Capricórnio o que permite dar pequenos mas acertados passos no sentido da transformação da ordem existente no que respeita a finanças ou poderes partilhados dentro das estruturas em que nos movemos, em casa, trabalho, sociedade. Como Vénus, Sol e Mercúrio se encontram em Balança, procuramos certamente tomar as medidas que Marte em Virgem executa ao detalhe, com grande sentido de que o que damos tem de ter equivalente no que recebemos. Mas isto nem sempre acontece e quando esse sentido do que é justo é abalado, a resposta pronta,individualista,libertária não se faz esperar com Mercúrio oposto a Urano em Carneiro e o Nódulo Norte em Leão também a pedir que demonstremos do que somos capazes. Há sempre que ir fundo para ver novas perspectivas com Júpiter em Escorpião mas a regeneração pode ser dolorosa porque Marte em Virgem se prende em detalhes que a oposição a Quíron em Peixes traduz como falta de compaixão ou actos mesquinhos sem respeito por aspirações espirituais ou que tenham em vista o bem estar comum. Há também de ter atenção pela manhã quando a Lua se opõe a Neptuno para não confundir inspiração com confusão e perdermos a linha do que devemos concretizar e que é um máximo de trabalho de preparação para um novo enquadramento das relações na próxima Lua Nova. Para fazer ou desfazer contractos ou alianças ou situações de guerra e paz  a qualquer nível há que desde já ter as contas, os papéis e detalhes em dia.

 

Anúncios