Neste fim-de-semana os Céus reflectem a quadra festiva com uma Lua em Peixes apelando à empatia, ao sonho de um mundo melhor mas Vénus em Sagitário conjunta a Saturno e o Sol em Capricórnio obriga em simultâneo a um olhar realista sobre como atingir esse objectivo, não agora porque tal parece impossível no imediato, mas sim a longo prazo.Não vamos por isso perder a noção das dificuldades, rigor ou responsabilidades que se avizinham, apesar do desejo de evasão ou espírito natalício. Um sesquiquadrado do Sol ao Nódulo Norte em Leão, revela a tensão entre o conservadorismo e a criatividade, entre uma velha segurança e a necessidade de renovação dessa mesma segurança ou estruturas em que nos apoiamos. Há que aceitar que é possível mudar para melhor, com rigor e persistência. Teremos que honrar as promessas que fizermos a nós próprios, com Vénus a entrar em Capricórnio, conjunta a Saturno, no dia 25.

Tela de Van Gogh, 1888

Anúncios