O que se quer é mudança mas mudança responsável, bem  organizada, a pensar nas consequências futuras, iluminada por uma qualquer aspiração ou sonho. É para isso que hoje nos viramos, tomamos iniciativas ou aspiramos a que alguém as tome por nós. Tudo menos que tudo fique na mesma, com a Lua em Carneiro e Marte seu regente em Escorpião, já em conjunção larga a Júpiter, ambos em trígono a Neptuno em Peixes. Estes aspectos são os que nos levam a ser capazes de apostar  em transformações profundas da ordem das coisas que partilhamos afectos, bens, poderes enquanto que Sol e Vénus conjuntos a Saturno em Capricórnio nos levam a ser pragmáticos, olhar com realismo para o que somos, o que aspiramos e como nos devemos relacionar para atingir esses objectivos de mudança da organização entre o que é nosso e o que é dos outros. Mercúrio em Sagitário em quadratura ao Nódulo Norte em Leão causa a fricção necessária para percebermos a lógica de crescimento pessoal se conseguirmos separar as águas e agirmos por nós para chegar onde queremos e termos o poder e o controlo que desejamos.

Tela de J. Vermeer

Anúncios