O tema de 2018 é o de dar corpo às ideias de mudança de organização de vida, casa, trabalho, estruturas sociais sobre as quais reflectimos e para as quais nos preparámos nos últimos dois anos. Mas não vale a pena pensar ou ter expectativas de que tudo vai estar resolvido já em 2018. De facto vai ser preciso trabalhar para isso até 2020, completando progressivamente processos separados para que o puzzle fique resolvido nessa altura.

É de avanços e preparativos e novos avanços que esse caminho vai ser feito ao mesmo tempo que gradualmente, a partir de Maio, nos descartarmos de velhos valores ou seguranças materiais para darmos lugar ao novo. Não podemos ficar amarrados a dependências ou interdependências antiga. É tempo até Novembro para renegociar dívidas, nos livrarmos de ónus e encargos, conquistarmos o poder do que é nosso e tem estado até agora também em mãos alheias.

Os Céus dão-nos para isto um sonho de futuro até ao Outono que servirá de guião e há que ouvir os sentidos para que o prático corresponda ao que dita o coração. Também em Novembro, depois de termos terminado o processo de iniciativas individuais adequadas ao plano de mudança sonhado – em marcha desde o Verão de 2017 – começamos a sentirmo-nos donos de nova segurança emocional, de novas bases domésticas, familiares, novas rotinas,mais fáceis porque estamos a jogar em casa, na nova casa física e/ou emocional. O vislumbre das bases arrumadas com que vamos poder contar em 2020 vem com o eclipse de 13 de Julho.

Tempos sóbrios de re-organização..

É Saturno em Capricórnio,todo o ano entre os graus 1 e 11 – está retrógrado de 18 de Abril a 7 de Setembro- o planeta que nos pede sentido de responsabilidade, planos a longo prazo, sobriedade, controlo do que queremos desenvolver ou construir como bases estruturais para as nossas vidas, desde cuidarmos a nível físico de ossos e dentes como da organização ou estruturas da casa, trabalho ou sociedade em que estamos inseridos. Esta reformulação da ordem das coisas torna-se necessária porque Plutão está desde 2008 em Capricórnio, onde ficará até ao final de 2024 a forçar essa transformação profunda de poderes e partilhas, seja em termos colectivos nas estruturas internacionais de bancos, finanças, alianças políticas ou no fazer e desfazer de negócios das grandes corporações como em termos pessoais na forma como nos relacionamos com a partilha de bens e poderes em familia, nos ónus e encargos financeiros, na ambição ou sucesso profissional. Os esforços para chegarmos global ou pessoalmente a humanava ordem de coisas mais satisfatória devem chegar ao um patamar de resultados quando Saturno e Plutão se encontrarem em conjunção também com Júpiter, logo no início de 2020, continuando o processo já com outro controlo das coisas até que Plutão saia de Capricórnio em 2024.

com mudanças de fundo…
Até que Júpiter se encontre em Capricórnio com Saturno e Plutão daqui a dois anos, temos em 2018, e até 9 de Novembro maior estímulo a tomarmos conta dos nossos assuntos e, indo ao fundo das questões, transformar a organização dos poderes partilhados, como a situação de dívidas, heranças, percentagens de investimentos etc com a passagem de Júpiter em Escorpião. Vai estar retrógrado de 10 de Março a 10 de Julho, tempo para ver se não nos esquecemos de nada e se tudo bem investigado para que se faça justiça ao nosso plano de expansão futura, plano esse que podemos definir de forma muita mais ambiciosa ou abrangente a partir de 9 de Novembro quando Júpiter entra em Sagitário a abrir nos os horizontes para que vamos concretizar em grande em 2020 quando se encontrar com Saturno e Plutão.

para enquadrar volatilidade e liberdade..
Para desenvolver o novo é preciso descartar o velho e se, até Maio, com Urano em Carneiro, nos agitamos para pôr os processos de transformação em marcha tal como a vontade dita, a partir de Maio, com a entrada de Urano em Touro, torna-se inevitável a concretização do que represente uma mudança de valores materiais. O que era sólido pode deixar de o ser porque novos valores se levantam, subitamente, irrevogavelmente. Em termos colectivos e porque Urano rege a internet pode ser a altura ideal para que moedas virtuais como o Bitcoin ganhem nova representatividade. Em termos pessoais temos de estar abertos a acreditar que a segurança pode estar noutro lado e temos que nos virar para essa possibilidade. É um trânsito certamente libertador de velhos valores, tal como o trânsito de Urano em Carneiro desde 2010 abriu as portas a iniciativas individuais que clamaram pela autonomia de nações, instituições e pelo ímpeto de liberdade pessoal. Urano vai estar em Touro até 2025, entrando depois em Gémeos onde a liberdade de expressão,comunicação,negócios, vai corresponder á liberdade de investimento material que se começa a desenhar em 2018 mas que não deixa de ser uma instabilidade financeira para quem ficar amarrado a velhas seguranças. A volatilidade da entrada de Urano em Carneiro vai ser certamente um estímulo à criação das novas estruturas sólidas que Saturno e Plutão pretendem com a ajuda do poder de transformação de Júpiter em Escorpião e o guião ideal que nos ilumina o caminho até Outubro com o seu trígono desde o início do ano até Setembro, quando Saturno entra directo,em trígono exacto a Urano, como se o processo de mudança em curso desde Janeiro ficasse só então controlado, sob novas regras.

seguindo os sinais dos tempos.

Os eclipses da Lua a 11 graus de Leão a 31 de Janeiro, do Sol no signo oposto a 27 de Aquário a 15 de Fevereiro, da Lua novamente a 4 graus de Aquário a 27 de Julho e doSol a 18 de Leão a 11 de Agosto são verdadeiros semáforos que iluminam radicalmente o que temos de fazer por nós próprios ao longo do ano, deixando para trás padrões de comportamento pouco criativos ou pessoas grupos e associações que já não se enquadram no futuro desejado. A 13 de Julho, o único eclipse do ano no eixo Caranguejo Capricórnio, a 20 graus de Caranguejo mostra-nos o que vai estar concluído em 2020 quando Júpiter, Saturno e Plutão se encontrarem no signo oposto do Capricórnio e terminar a serie de eclipse nesse eixo que dura também até 2020.
O Nódulo Norte Lunar em Leão todo o ano até 7 de Novembro reforça essa mensagem de que temos de nos identificar com o processo em curso e sermos quem somos na construção dessa nova ordem pessoal e colectiva. A partir de Novembro o Nódulo Norte entra em Caranguejo e será mais fácil sentir que o que estamos a construir nos vai dar em 2020 a segurança emocional desejada.

Imagem: Tela de Kiatanam Lamchan

Rosita Iguana, 31/12/2017

Anúncios