Relações, alianças, acordos, pactos, contractos ou quaisquer entendimentos onde se procurem regras equilibradas de relacionamento levam, neste arranque de semana, um choque transformador. Não há de ser surpresa porque há já tempo que Júpiter e Marte em Escorpião incitam a um mergulho fundo no que tem de ser mudado no âmbito do que partilhamos com os outros, sejam paixões, sexo, dinheiro, bens palpáveis, dívidas ou divisão de poderes. Mas hoje, não só Júpiter e Marte estão conjuntos e em sextil a Vénus, Sol e Plutão em Capricórnio,como a Lua em Balança faz quadratura a Vénus e ao Sol conjunto a Plutão, numa tensão enorme entre a paz ou manutenção  do status quo desejado e as mudanças inevitáveis na ordem das coisas. Seja porque temos que aceitar novas parcerias e nova distribuição de poderes, seja porque somos nós que provocamos alterações às bases existentes e atingir objectivos acarreta conflito de interesses, as dinâmicas do dia são potentes e empurram-nos para mais uma etapa da construção da nova ordem de vida pessoal ou colectiva, que se começou a desenhar com a entrada de Saturno em Capricórnio no final de Dezembro. Hoje e amanhã damos passos largos nesse sentido. Podemos dizer basta.

Anúncios