A Lua Nova desta madrugada deve permitir que ao longo do dia se ponham de pé os alicerces do que nos propomos fazer não só nesta lunação como a longo prazo, calculando impactos e selecionando cuidadosamente ambições e possibilidades de acção de forma a garantir sucesso, mesmo que lento. É caso para dizer “devagar se vai ao longe” com tantos planetas em Capricórnio: Saturno, Mercúrio, Plutão, Sol, Vénus e a Lua que depois de se encontrar com o Sol para se inspirar desses propósitos de criação de uma nova ordem ou estruturas de organização, em casa, trabalho ou na política, entra em Aquário pela manhã levando-nos a procurar quem pensa como nós, quem quer inovar, quem está pronto a aderir a novos ideais de liberdade ou de organização colectiva. No entanto, apesar do apelo ao pragmatismo dado pelos planetas em Capricórnio, não deixa de haver tensão entre a consciência dos objectivos a atingir e uma qualquer ilusão ou sonho de como deveria ser, num mundo ideal: o Sol em Capricórnio está em semi-quadratura a Neptuno em Peixes o que dificulta uma visão clara, mesmo que não deixemos de agir. Marte e Júpiter em Escorpião são os garantes da motivação e capacidade de dar volta ao que existe e partilhamos para tirarmos maior partido da nossa capacidade de controlar o desenrolar dos acontecimentos mas é preciso cuidado em controlar também os ímpetos já que Marte faz um quincúncio a Urano em Carneiro, exacerbando todos os impulsos, despoletando raivas ou zangas. É preciso agir sim, não com agressividade defensiva mas com propósito bem pensado a longo prazo. Amanhã Vénus sai de Capricórnio e entra em Aquário e as relações sociais estão mais favorecidas. Hoje temos ainda de nos concentrar onde queremos chegar e com quem. Amanhã saberemos melhor.

 

Anúncios