É uma vaga de mudanças que se aproxima com o eclipse de quinta feira e já a partir da tarde de hoje devemos começar a olhar para fora, para o mundo que queremos, depois de nos libertarmos dos constrangimentos da véspera  e desta manhã- quando a Lua fez conjunção a Plutão em Capricórnio seguida da quadratura a Urano em Carneiro.  Depois de almoço, a Lua entra em Aquário  a preparar-nos já para o eclipse de quinta feira quando se unir ao Sol depois de fazer também conjunção a Mercúrio. Todos estes planetas e energia de Lua Nova e eclipse em Aquário vêm chamar-nos a atenção para a necessidade de independência e inovação não só individualmente mas também colectivamente. Mas somos nós próprios que, em primeiro lugar, temos de defender a nossa própria liberdade de actuação para que isso se possa depois espelhar em sociedade, com  Urano regente de Aquário, em Carneiro. Como Marte, regente de Carneiro está em Sagitário são acima de tudo as ideias, o conhecimento,  a justiça sábia que temos de defender como Leões já que Marte fará toda a semana trígono ao Nódulo Norte, nesse signo.. Júpiter em Escorpião em quadratura aos planetas de Aquário, – Sol e Mercúrio  e também a Lua- pode levar-nos a falar demais sobre o que pensamos ser o correcto, imbuídos de certezas que podem não ter eco. É importante toda a semana ouvirmos os outros e darmos eco às suas inquietações em lugar de proclamarmos opiniões narcísicas.  A proteger-nos do excesso de individualismo, Vénus em Peixes suaviza as emoções e alimenta a generosidade solidária. Também até ao eclipse, um sextil do Sol a Urano permite-nos fazer diferente, porque pensamos diferente. São dias para estarmos atentos a padrões de resposta caducos que vão ter mesmo de mudar com o eclipse que se aproxima conjunto ao Nódulo Sul. Para o futuro, temos de agir apenas  seguindo a  nossa consciência e procurar inserir-nos em grupos que a partilhem. Só assim faz sentido o “Todos por um, um por todos.”

Anúncios