Por Clara Days:
Palavras-chave: identificação; ideologia; crença; conhecimento.

O Hierofante é o representante do Princípio da Transcendência Espiritual, o Mestre Iluminado.
No Tarot da tradição europeia era o Papa. A abertura cultural dos novos sistemas de interpretação passou a designá-lo como Hierofante, a partir da palavra grega que significa literalmente “aquele que explica as coisas sagradas”. Ele não “detém” uma “verdade”: compreende-a, integra-a, transmite-a aos outros.
Representa a tradição religiosa, intelectual ou cultural de cada um de nós, com os seus códigos, as suas regras, como também o sentido de pertença e de conformidade que nos dá. Representa ainda a capacidade de cada um de nós entender a respectiva postura no mundo de acordo com a sua verdade interior, para além de dogmas ou dos princípios colectivamente determinados.
O Hierofante dá-nos pertença mas propõe que compreendamos, que interpretemos qual o sentido da nossa vida e dessa pertença. Na leitura mais ancestral do Tarot ele ditava a regra e enquadrava em contenção; nas escolas interpretativas mais recentes, e que eu sigo, leva-nos a procurar a luz por nós próprios e agir em conformidade com ela, esclarecidos e empenhados.
Mas há sempre aqui uma relação com o colectivo, com o grupo, a comunidade. Há o conforto da integração, de um menor denominador comum de entendimento do mundo e do sentido da vida, onde podemos buscar conforto e ânimo.

Nas cartas tradicionais é o pontífice cristão, com as suas vestes e túnica, de livro sagrado na mão, em pose hierática. Símbolos de poder espiritual podem estar presentes, sobretudo a chave, que permite abrir a porta dos segredos espirituais mais profundos. Podem surgir junto a ele personagens secundárias, os seus seguidores. Mais recentemente, é frequente encontrar referências visuais a deuses de diferentes latitudes (por exemplo, o elefante Ganesh, símbolo de conhecimento na tradição hindu); também é frequente a presença dos “animais de poder” dos elementos primordiais: touro, leão, águia, anjo. Nos baralhos contemporâneos, este Arcano Maior surge referenciado a sacerdotes de diferentes credos e tradições, mas sempre personagens de poder espiritual, que abençoam, acolhem ou orientam.
O Hierofante está astrologicamente associado ao signo de Touro, onde neste momento transita o Sol, um signo de praticidade, realista e estável. O seu número 5 corresponde, simultaneamente, ao sentido de responsabilidade e à versatilidade. A letra hebraica que lhe corresponde é VAV, o gancho que conecta os pilares da criação. O seu título esotérico: “O Mestre Triunfante”.

Temos pela frente uma semana em que o nosso lado intelectual e espiritual é desafiado na sua essência. Somos convidados a reflectir sobre o sentido das coisas mais profundas e essenciais, as que transcendem o nosso quotidiano e nos elevam.
É um tempo em que a nossa relação com o grupo de pertença, com a comunidade de sentido, nos pode dar o enquadramento mais favorável para a busca de bem-estar. Simultâneo ao impulso interior para vermos mais além do que o mundo material, há o conforto de sabermos que temos connosco os que pensam parecido, os que valorizam o que valorizamos e que estão para nós, como nós para eles.
Nesta semana, elevemos as nossas preocupações acima das coisas comezinhas que, realisticamente falando, são solucionáveis. Vamos procurar estar mais próximos de entender o sentido das coisas, a luz para a qual nos queremos dirigir.
É o tempo para o conhecimento, é o tempo de transcendermos espiritualmente e aprofundarmos o entendimento do que a vida nos dá.

Imagem : Tarot Gringonneur ou Charles VI – séc. XV (aproximadamente 1455)

Clara Days

Anúncios