A grande diferença nos dias deste fim-de-semana vem do fim da ansiedade ligada ao controlo de questões domésticas no Sábado, para no Domingo podermos passar a fazer a festa, num estado de optimismo e criatividade. Está claro que no Sábado muito fazemos para tratar de todos os pormenores que vão permitir uma franca mudança do estado das coisas, conforme o que aspiramos, com a Lua conjunta a Júpiter em Escorpião, sextil a Vénus em Virgem e trígono a Neptuno em Peixes. E assim, com a satisfação do dever cumprido, no Domingo, com a entrada do Sol em Leão em trígono à Lua recém-entrada em Sagitário, e em trígono a Quíron em Carneiro, a alegria, esperança, entusiasmo tomam conta das emoções e curam males antigos. O único mas é que isto só acontece se dermos um grande passo em direcção ao futuro porque a quadratura do Sol e quincúncio da Lua a Urano em Touro traduz-se em tensão ou sofrimento se não deixarmos para trás velhos hábitos ou dependências emocionais. Tem de ser um Domingo para celebrar o futuro!

Anúncios