A sobriedade tem de hoje dominar o dia, mais ainda pela tensão que se vive até ao eclipse da Lua da próxima sexta-feira dados os aspectos de Sol, Lua, Marte, Urano e Nódulos envolvidos em quadraturas exactas.- ver artigo de ontem aqui.  Mas nesta quarta-feira, a Lua recém entrada em Capricórnio, faz conjunção a Saturno e trígono a Urano em Touro o que nos permite, com cabeça fria, organizar o que prevemos já que terá de mudar com os aspectos astrais do fim-de-semana. Somos ajudados todo o resto da semana pelo trígono de Vénus em Virgem a Plutão em Capricórnio, ambos em sextil largo a Júpiter em Escorpião, sinais de que se atendermos aos detalhes e nos dedicarmos a cuidar de dados, números, papéis, servindo o interesse do que queremos mudar, sem superficialidade e com um máximo de intervenção seremos bem sucedidos – porque assim ocupados, com os pés e olhos na Terra não nos perdemos indo atrás das tensões e impulsos de Fogo que este eclipse – o mais longo do século- acarreta.

A dar já indicações fortes que a chave agora passa por pensar antes de falar e também por tentar dar mais atenção às relações do que à logica individual, temos Mercúrio que entra retrógrado na madrugada de 26, véspera do eclipse.  Juntamente com a Lua hoje conjunta a Saturno e amanhã conjunta a Plutão, esta retrogradação de Mercúrio que vai durar até 20 de Agosto, devia permitir-nos também tirar férias de nós próprios e focarmos melhor o quedos rodeia, onde estamos inseridos e a qualidade e necessidade de correcção dessa inter-acção. Essa análise dá hoje os primeiros passos com o quincúncio entre Sol e Nódulo Norte em Leão e Lua/Saturno em Capricórnio. Com o trígono de Lua/Saturno a Urano em Touro, será sempre a adopção de novos valores de referência ou uma qualquer inovação que nos devem orientar,

 

Anúncios