O desejo de viver o presente, – o aqui, o agora, o Eu-  é o motor do dia e pode mesmo acontecer que, com esse impulso, seja possível fazer algumas revoluções que actualizem o passado. A flexibilidade é o único requisito de sucesso mas sem nunca comprometer o sentido de unidade entre a razão e o coração.  A Lua em Carneiro em trígono ao Sol em Leão e mais tarde a Mercúrio também em Leão dá o ímpeto e alegria para, com o quincúncio a Júpiter, em Escorpião se moverem montanhas e revolverem águas passadas. Apenas a quadratura da Lua a Plutão em Capricórnio acorda um desejo de controlo que pode não ser possível ter. Perceber-se que há uma terceira via que pode trazer resultados positivos e estabilidade a longo prazo é mais fácil com o trígono de Urano em Touro a Saturno em Capricórnio. Marte em semi-sextil a Quíron é a oportunidade de curar com isto velhas feridas.

Anúncios