A partir de sábado à tarde podemos descontrair e pensar em passear, ler, abrir horizontes e tirar daí a satisfação de que estamos a cumprir os nossos desígnios pessoais. É a entrada da Lua em Sagitário pelas 16.45 de sábado que alivia a tensão emocional dos últimos dias enquanto esteve em Escorpião, situação que beneficia também com os trígono que faz no resto do fim de semana ao Nódulo Norte e a Mercúrio em Leão, assim como logo na tarde de sábado, a Quíron em Carneiro. Estes aspectos permitem a expressão fácil das ideias onde projectamos a nossa criatividade, amor ou sentido de identidade. O sextil da Lua na manhã de sábado, ainda em Escorpião, a Marte retrógrado em Capricórnio, cria as oportunidades para fazer as restruturações necessárias na ordem das coisas para de seguida podemos entregar-nos ao fim-de-semana com outra liberdade e entusiasmo.

Tanto sábado como domingo, Júpiter em trígono a Neptuno em signos de Água também contribuem para resultados felizes no que fizermos para seguir o sonho e melhorar as perspectivas de vida e Vénus em Balança em sextil a Mercúrio garante a possibilidade de a dois, comunicarmos quem somos e a lógica que nos move sem provocar conflito nem desequilíbrio nas relações. Mas atenção, algo está a mudar nessas relações e toda a comunicação justa até lá contribui para redução de tensões quando Vénus na próxima Lua Cheia de 29 fizer quadratura a Plutão. É um bom fim-de-semana para nos abrirmos a possíveis mudanças muito em breve, em situações contratuais, regras de relacionamentos e divisão de bens financeiros. Por enquanto é para avançar, de coração aberto com a Lua no Domingo em sextil a Vénus e lógica afinada pelo olhar do outro graças ao sextil de Vénus a Mercúrio.

Fotografia de Martin Munkacsi

Anúncios