Procuramos apoios, integração, grupos ou ideias que nos permitam inovar mas nada disto acontece sem tensões e pode mesmo ser preciso fazer rupturas para garantir alguma segurança emocional. Há também como que uma electricidade no ar que cria interferência na lógica ou diálogos sobre o que deve ser aprofundado ou mudado. É a Lua em Aquário quadrada a Vénus e quadrada a Urano que apela a encontramos ecos juntos dos pares mas nos faz deparar com inúmeras dificuldades. Mercúrio em Escorpião em quincúncio a Urano em Carneiro e trígono ao Nódulo Norte em Caranguejo causa tensão entre o que se pensa e o que se faz, mais ainda porque Marte, regente do Carneiro,  está em Peixes conjunto a Neptuno aumentando a confusão ou falta de linhas claras de acção. O risco é a falta de consistência, o caos, agravado pela forte dose de idealismo fomentada pela presença de Sol e Júpiter em Sagitário, ambos em aspectos difíceis a Marte e Neptuno. É o trígono de Mercúrio ao Nódulo Norte em Caranguejo e a Quiron em Peixes que nos deve guiar na busca de segurança emocional, doméstica, nacional, que cure velhas feridas de pertença e isso passo pelo uso da razão tentando manter os impulsos de Urano fora de cena, para não cair em desgraça.