Abrem-se hoje oportunidades para podermos pensar em ir mais longe, organizar bens e finanças de outra maneira, debatidas em profundidade todas as questões pendentes e encontrados apoios para os nossos propósitos. Mas atenção, o facto de se abrirem oportunidades não quer dizer que estejamos já a chegar a resultados e toda a atenção é pouca para prosseguir passo a passo em direcção ao que nos der segurança emocional, familiar, nacional. A Lua em Aquário em sextil ao Sol em Sagitário facilita encontrarmos eco para as nossas ideias ou projectos inovadores. Estes serão necessariamente resultado da revisão impulsos anteriores que tenham posto em causa os tais objectivos de segurança porque Urano  o regente do Aquário está retrogrado em Carneiro, em quadratura ao Nódulo Norte em Caranguejo- regido pela Lua!! Se o que é novo põe em causa as nossas necessidades primárias de segurança emocional ou outra é a grande questão com que nos debatemos a nível pessoal e colectivo e por isso enquanto Mercúrio tem estado em Escorpião o debate tem sido intenso ou a avaliação do que está em causa, profunda. Mercúrio entra na noite de hoje em Sagitário e vamos poder pensar de forma mais livre, mais virada para o futuro, para onde queremos chegar. Mas como só chega a Capricórnio, – onde poderemos debater a ordem que agora estamos a projectar, em Janeiro, quando também Vénus sair de Escorpião e entrar em Sagitário, isto em cima do primeiro eclipse do ano, dia 6 de Janeiro, no meio ponto de Saturno e Plutão em Capricórnio,  – o que temos agora é apenas o preâmbulo do que se vai desenrolar no início de 2019 mas que terá várias encruzilhadas até lá. Por hoje e nos próximos dias, quaisquer que sejam os imprevistos, tremores ou necessidade de re-orientação podemos agarrar-nos ao sextil de Vénus em Escorpião a Saturno em Capricórnio que nos ajuda a encontrar um sentido para o que queremos transformar, melhorar, partilhar de forma mais profunda.  Vénus vai também fazer trígonos a Marte e a Neptuno em Peixes e será com maior “fé” que daremos os passos, lentos mas seguros para a tal segurança desejada, quando também nesse eclipse de Janeiro Vénus nos últimos graus do Escorpião vier a fazer trígono ao Nódulo Norte em Caranguejo. É de ir sem pressa mas com sentido de direcção.