Quanto mais sérios formos hoje nos nossos propósitos mais focados estaremos e menor será a tendência para sonhar que tudo é possível e que basta querer para acontecer. De facto, a Lua hoje em Peixes, conjunta a Neptuno e a Marte pela tarde, sextil a Plutão em Capricórnio e  quadrada ao Sol em Sagitário leva-nos para dimensões emocionais, empatias, fantasias e uma hipersensibilidade que julgamos ser a realidade quando o não é. O desafio do dia é ser capaz de por um lado nos abrirmos a essa sensibilidade sem nos perdermos nela enquanto em simultâneo, com os pés bem assentes no real, lhe tentamos dar sentido, um plano transformador das condições partilhadas, financeiras, de poder, apoiados no sextil de Vénus em Escorpião a Saturno em Capricórnio, conscientes de que o caminho é lento e não vale a pena fantasiar de que conseguimos já o que ainda nem sequer sabemos se vai ser completamente possível. A ajudar este esforço de foco e empenho temos a aproximar-se um sextil de Marte em Peixes a Plutão em Capricórnio, com uma dificuldade envolvida que será quadratura simultânea de Marte ao Sol em Sagitário. Isto implica que para mover montanhas vai ser preciso ter ideias muito claras. Com Júpiter ainda a dominar os Céus mas com estes aspectos mais difíceis de controlar, a chave está em muito pragmatismo, paciência e flexibilidade na revisão dos projectos de futuro para que se vão adequando às possibilidades reais.