Meus queridos leitores, aqui vos deixo o guião que levo de férias até ao final do ano, esperando que também vos seja útil. Vou aproveitar para estudar bem o que os Céus nos vão aprontar para 2019 e ver se é possível evitar atropelos e encontrar atalhos no caminho das estrelas…Votos de Festas Felizes!!!

Nestes últimos dias do ano sentimos a pressão do muito que aí vem, mal comece 2019, e em que temos desde já de pensar tanto em organizar, como nas responsabilidades a assumir, alicerces a montar, nos assuntos também por fechar de vez, para se poder começar de novo. É o Sol em Capricórnio a aproximar-se de uma conjunção a Saturno exaltada a 1 e 2 de Janeiro.  Isto pode ser não só pesado como penoso porque também, durante todos estes dias Marte e Quíron estão conjuntos em Peixes, como um dedo nas feridas, algo que toca profundamente dores antigas e que representa velhas formas de nos afirmarmos ou defendermos que não poderão ser mais válidas no ano que vai entrar.

O sinal de que, se abandonarmos o estilo defensivo, a vitimação ou o excesso de simpatia como protecção, –  simbolizados pelos aspectos de Marte e Quíron em trigono ao Nódulo Norte em Caranguejo-  podemos vir a ter resultados positivos e transformadores da ordem das coisas ou na forma como partilhamos bens e poderes, é o sextil, também até ao início de Janeiro, entre Vénus em Escorpião e Plutão em Capricórnio. O outro aspecto que incita a completarmos a revisão do que realmente se quer, de que nos queremos libertar, é Urano retrógrado em Carneiro, também até ao início do ano, em quadratura ao Nódulo Norte. Estamos no final do ano mas também no início de um ciclo que dura até meados de 2020 em que, com a o Nódulo Norte em Caranguejo o que temos de encontrar é a segurança emocional, doméstica, familiar, nacional. Nestes últimos dias de 2018 é  para isso que estamos a trabalhar e meditar sobre todas as possibilidades ajuda para esclarecer a quadratura de Júpiter em Sagitário a Neptuno em Peixes…