A semana arranca com uma mudança energética forte e a promessa de mais desafios amanhã na Lua Cheia em Virgem. Controlar, com calma e sentido prático, a grande aceleração dos desenvolvimentos é a chave dos próximos dias. Depois de quase 9 anos no signo dos Peixes, Quíron entra hoje em Carneiro, signo regido por Marte, actualmente em trânsito em Touro cujo regente Vénus está em Capricórnio, entalado entre Saturno e Plutão. O simbolismo desde aspecto mostra que depois de anos em que o que mais doía – e era preciso sarar – era a carência de entendimento ou de pertença a algo maior e,  em que o que éramos suposto ter percebido é que só dando se recebe ou só se nos entregarmos é que pertencemos, agora entramos numa nova lição que vai  também quase nove anos e cujo diploma irá para quem incorporar que, se quer acção, tem de tomar iniciativas e não ficar á espera que lhe sirvam os resultados. A passividade  é a grande inimiga deste ciclo mas o impulso irreflectido também. A explicação disto é dada hoje pelos restantes aspectos acima enunciados: Marte em Touro assinala a acção cuidadosa e Vénus entre Saturno e Plutão diz-nos para nos empenharmos de forma potente mas conservadora em que o pragmatismo se sobreponha aos entusiasmos do coração. Com Quíron em Carneiro vamos ter de descobrir quem somos, que queremos e como queremos.

Amanhã temos o Sol a entrar em Peixes e a Lua a opor-se-lhe, Cheia em Virgem. Veremos se fomos capazes de “curar” a dor de pertença, – o que trabalhámos com o  trânsito  de Quíron em Peixes,-  sendo agora eficientes na concretização dos sonhos, atentos na dádiva, generosos também no detalhe, começando assim a trabalhar as lições de Quíron recém entrado em Carneiro. Até lá,  hoje a Lua em Leão ainda nos puxa pelo ego, principalmente com um trígono pela tarde a Júpiter em Sagitário. Bem usado, podemos usar esse entusiasmo para nos dedicarmos a fazer tudo bem feito, com todos os cuidados e ser isso que nos dê orgulho.

Imagem: Utagawa Kuniyoshi -“Kaidan Sumidagawa”

l