É já amanhã que Mercúrio entra directo e podemos começar a mover-nos com um novo sentido, pendurados que temos estado desde 6 de Março –  data em que entrou retrógrado e nos obrigou a tratar de assuntos pendentes ou confusos sem a resolução dos quais haveria estagnação. Por isso este é o último dia deste ciclo para lidar com questões em atraso ou que sejam necessárias para se dar os passos seguintes.  Há também desde hoje mais oportunidades de organizarmos o futuro já com base em novos valores e mesmo algum entusiasmo porque pela tarde a Lua entra em Capricórnio e faz sextil a Vénus recém entrada em Peixes e trígono a Urano em Touro. Estes aspectos permitem que as coisas aconteçam com algum grau de dedicação ou ideais sem perder os pés na Terra nem a liberdade de inovar.

Vénus vai ficar em Peixes até ao dia 20 de Abril num ciclo amoroso ou de compaixão generosos, espirituais, incondicionais. Por isso mesmo é preciso ter atenção à tendência para dar demais, aceitar coisas que normalmente não aceitaríamos, concordar mesmo se no fundo discordamos. A energia de Vénus em Peixes pode ser maravilhosa mas não podemos ficar reféns de utopias. Como o Sol vai estar em Carneiro durante o mesmo período, o impulso de agir acaba por ser temperado pela generosidade desta Vénus o que pode provocar menos conflitos.  Podemos assim esperar que, nas próximas semanas, as tensões que venham a ocorrer – em particular  de 12 a 14 de Abril quando o Sol fizer quadratura a Saturno e Plutão-  possam ter soluções baseadas na boa-vontade das partes mas há que desde já gerir esse desejo de dar satisfação universal sem sacrificar o desejo pessoal.

Anúncios