Atenção às confusões hoje entre o que dizemos, o que queremos dizer e o que achamos que dissemos. Mais ainda, o que nos acontece, ou provocamos, inscreve-se numa lógica e desejo de acção que nos pode puxar na má direção. É um dia para evitar, por isso, tomar decisões, para evitar manifestar grandes entusiasmos e para evitar descuidos. Tudo o resto que represente trabalho inspirado e sério e grande empenho em não deixar pedra por revolver para poder corrigir situações e circûnstancias desde a raiz, é o que hoje mais probabilidades tem de resultados satisfatórios desde que evitemos as confusões enunciadas…e se perceba este parágrafo confuso…

Sol e Urano estão conjuntos em Touro numa explosão de consequências inesperadas sobre o que nos é querido, o que valorizamos, o que temos, ao que nos agarramos física. material e amorosamente. São regidos por Vénus em trânsito em Carneiro conjunta ao Quiron e em aspectos duros – de quintal a Marte, quadratura a Júpiter, quintal a Saturno, quincúncio a Urano. Esta Vénus, esta energia de amor, riqueza e dádiva que se quer exprimir de forma assertiva para colmatar lacunas profundas, acaba por sofre várias contrariedades o que distorte a força com que temos de nos livrar de velhas amarras, mesmo com custos.

Enquanto no campo do palpável são estes imprevistos que temos de integrar, no campo mental as espadas também estão no Ar com Marte em Gémeos, a irritação a ter de esgrimir com a oposição ao Fogo das ideias da Lua em Sagitário, acção toldada pela quadratura de ambos a Neptuno em Peixes que tinge de fantasia ou idealismo todos os propósitos expressos, tornando difícil de clarificar afinal o que é que se está a defender.

Resta-nos largar tudo e avançarmos para novas bases de segurança emocional, encontrar sentido na criação de novas raízes, depois de abandonarmos e revolucionarmos as velhas estruturas de que estávamos dependentes, em casa, no trabalho ou na política. O Nódulo Norte em Caranguejo, oposto a Saturno e Plutão em Capricórnio é o factor que nos orienta nesta instabilidade e confusão. O salto para a estabilidade tem de partir de outro nível de consciência.