É complicado hoje ter discernimento porque o que racionalmente pensamos e queremos dizer tem subjacente emoções confusas, sentimentos difusos ou uma hipersensibilidade que nos leva a pensar que o que sentimos é o que é. Isto acontece com Mercúrio e Marte em recepção mútua, o primeiro em Carneiro e o segundo em Gémeos, num sextil que nos dá a oportunidade de expressar razão e vontade mas a Lua em Peixes, conjunta a Neptuno e quadrada a Marte e a Júpiter,  estimula um mar de sensações do que julgamos ser a Verdade mas cuja expressão se traduz em conflito seja entre o que sentimos e as palavras que saem ou a resposta recebida.  O que estamos a tentar conseguir é estabelecer bases seguras depois dos recentes abalos à estabilidade seja em casa, família, ou na política. Mas hoje não é um dia para tomar decisões ou acreditarmos sequer no que dizemos. É melhor ficarmos pelo sentir e esperar mais clareza para agir.