O Solstício é hoje  pelas 16.55 GMT, tempo de mudança de estações e de energias, com o Sol a entrar no Caranguejo – onde já estão Mercúrio, Marte e o Nódulo Norte – o que coloca as questões do foro doméstico, familiar, nacional ou da segurança emocional no centro das nossas atenções. A última semana pode ter sido particularmente complexa devido à tensão que se tem feito sentir entre os planetas em Caranguejo e Saturno, Plutão e o Nódulo Sul que se lhes opõem em Capricórnio. Com determinação ou violência temos vindo a defender o que é nosso para construir uma nova realidade. Enquanto o Sol esteve em Gémeos debatemos as questões, agora que entra em Caranguejo não há mais debate mas sim uma viragem interna para interiorizarmos o que já aconteceu e nos prepararmos para aprofundar o “ninho” que queremos construir para o futuro, seja qual for a sua natureza.

Essa interiorização ou busca interior do que do passado deve ficar e onde ir buscar raízes para o futuro é complementada pela entrada em retrogradação de Neptuno em Peixes que nos próximos seis meses nos leva a atravessar os véus entre a fantasia e a realidade, para discernirmos  entre a aspiração que nos move e o sonho que nos distancia da construção do possível. Separar os factos e ficção do que vivemos nos últimos seis meses pede também a introspecção do Sol em Caranguejo à qual um sextil de Neptuno a Saturno permite dar forma enquanto a quadratura a Júpiter amplia a necessidade de procuramos a Verdade. Com a Lua regente do Caranguejo hoje em trânsito em Aquário em sextil a Júpiter e semi-sextil a Neptuno é pelo que sentimos em contacto com os grupos, com o colectivo, com o mundo que podemos melhor orientar essa busca de nova ordem interior. Amanhã à tarde a Lua entra em Peixes, em trígono ao Sol em Caranguejo e vamos sentir-nos mais próximos de “casa”, de integrar vontade e sensibilidade na escolha do rumo pessoal.