É pelas 8 da noite que a Lua e o Sol se unem em Caranguejo e a Lua eclipsa totalmente o Sol, num fenómeno visível apenas na América do Sul mas que a todos  afecta nas casas do horóscopo onde se encontra o Caranguejo. No entanto, na casa oposta onde tivermos Caranguejo, ou seja, no Capricórnio, também temos actividade já que, para além do eclipse, o Nódulo Norte da Lua igualmente em Caranguejo, está em oposição a Saturno em Capricórnio, conjunto ao Nódulo Sul e a Plutão. Vivemos assim a polarização entre o novo e o velho com a agravante de parecer que tudo o que fizermos não é suficiente para avançar por um novo rumo. Isto porqueMarte e Mercúrio estão conjuntos em Leão, em quadratura a Urano em Touro.

Este eclipse insere-se no vasto programa de mudanças em curso desde o final do ano passado e até ao final de 2020, em várias etapas, as principais sendo os eclipses deste mês de Julho- ver artigo de ontem- e a conjunção de Saturno a Plutão no início de Janeiro do próximo ano.

Os eclipses fazem sentir os seus efeitos durante cerca de seis meses por isso o que não vivermos hoje estará certamente na calha, na sequência do eclipse de Janeiro a 15 graus de Capricórnio, a caminho do próximo no final de Julho a 24 graus de Capricórnio, do previsto para 26 de Dezembro a 4 graus também de Capricórnio e por fim o de 10 de Janeiro de 2020 a 20 graus de Caranguejo, oposto à conjunção Saturno a Plutão. Neste eixo, estes eclipses são semáforos que permitem acelerar os processos de transformação nas áreas da casa, família, trabalho, segurança emocional e na ordem em que estamos inseridos. A casa em que estiverem no horóscopo pessoal é o que permite afinar a compreensão do que estão a catalizar.

Hoje temos de lançar as sementes e avançar para uma nova base de existência e relacionamento com o que nos proporciona segurança, seja ela íntima ou estrutural, aceitando deixar para trás limites e falsas responsabilidades. Este é o significado lato deste eclipse. A conjunção de Marte e Mercúrio em Leão diz-nos que o impulso é para nos lançarmos em frente com toda a força do ego e da palavra e a quadratura a Urano em Touro puxa-nos ainda mais para fugir das normas, com rebeldia e consequências menos desejáveis… É certamente um tempo de mudanças e não são fáceis de gerir.