Por Clara Days:
Palavras-chave: Moderação; combinação; cooperação; harmonia.

A Temperança traz-nos a energia do Princípio da Integração dos Opostos. Propõe-nos algo que, parecendo simples, exige maturidade e controle: pede moderação, aplicada a todas as áreas da vida. Os extremos devem ser conciliados e os conflitos transformados em mais-valia. Assim, o feio poderá transformar-se em belo, numa nova combinação.
Na sua dupla designação, esta carta é referenciada a dois caldos de cultura distintos: o cristianismo e a alquimia.
No cristianismo, “Temperança” corresponde a uma das virtudes cardinais, juntamente com outras três: Justiça, Prudência e Fortaleza. Destas, também a primeira e a última correspondem a outros tantos Arcanos Maiores do Tarot. Neste conjunto, a Temperança representa o equilíbrio obtido pelo domínio da vontade sobre os instintos.
Por outro lado, temos a carta como “Arte”, entendida no sentido alquímico. Simbolicamente, traz ao Tarot o princípio “solve et coagula” (dissolve e combina), que sintetiza para os alquimistas o processo que deve ocorrer em toda a manifestação. Este advoga que os elementos de sentido contrário podem ser desconstruídos e recombinados, e que dessa combinação surge o aperfeiçoamento, a novidade positiva.
Abarcando ambos os significados, temos então que este Arcano Maior 14 pede compaixão e contenção, tendo em si o potencial criativo duma combinação renovadora, que se transforma em harmonia.
Diferentes abordagens e baralhos atribuem-lhe designações como “Integração”, “Alquimia” ou “Equilíbrio”.

Nas imagens das cartas, Temperança pode ser a mulher-anjo que transporta líquido de uma vasilha para outra, numa posição de impossibilidade material, pois que o fluido corre horizontalmente, ou em trajectória oblíqua. A personagem corresponde, em muitos casos, à representação do Arcanjo Gabriel, representante do Sol, junto a um curso de água, com um pé dentro dela e o outro em terra. Quando é Arte, é a mulher de dois rostos (sombra e luz) que reúne no seu caldeirão a água e o fogo, sem que uma extinga o outro, antes gerando uma substância diferente.
O Arcano Maior 14 é associado astrologicamente a Sagitário, signo da abertura à novidade e da liberdade de espírito. A letra hebraica que lhe corresponde é SAMECH ou SAMEKH, o ciclo interminável. O número 14 representa, na numerologia cabalística, ponderação, harmonia e benevolência. Títulos esotéricos da Temperança / Arte: A Filha dos Reconciliadores, a Parteira da Vida.

Temos pela frente uma semana onde podemos usar a moderação para transformar os contrastes da nossa vida em algo novo e melhor. Trata-se de encontrar a conciliação, com ponderação e confiança.
A existência de tensão entre energias contrárias é a condição essencial de toda a matéria. Assim, na nossa vida, podemos encarar as contradições como elementos de enriquecimento e não como factores de destruição. Isso depende do nosso olhar e, sobretudo, da nossa atitude. Um contraste entre opostos pode ser encarado como um desafio a superar, numa intenção criadora. Na justiça, ou na diplomacia, isso corresponde a saber encontrar soluções “win-win”, aquelas em que os protagonistas dum antagonismo saem todos a ganhar.
Viver o conflito como elemento dinamizador pode ser o segredo do progresso. Parte de nós essa capacidade. Com moderação, arte e temperança, podemos fazer dos contrastes da nossa vida um caminho para melhorá-la.

Imagem: Tarot Influence of the Angels, de Jody Boginski Barbessi, com ilustrações de Karen Boginski, 2018

Clara Days: