Alinhar ou ajustar os sonhos à realidade é o desafio deste fim-de-semana em que o objectivo de encontrar uma nova segurança emocional, doméstica, rotineira – que vem do Nódulo Norte em Caranguejo, – beneficia da inspiração e sensibilidade de um trígono da Lua conjunta a Neptuno em Peixes, cujo sextil a Saturno e a Plutão em Capricórnio racionaliza e permite transformar em algo de palpável, sólido, a longo prazo.

O que marca a diferença entre sábado e domingo é passagem de Marte em Leão para Marte em Virgem, fazendo conjunção à estrela fixa Regulus que desde 2012 saiu  de Fogo para Terra, do domínio do Leão para  o serviço de Virgem, do orgulho ou criatividade para o sentido critico e  atenção ao detalhe. Nas próximas semanas também Sol, Vénus e Mercúrio vão fazer essa transição de signo e conjunção a Régulus e seremos chamados a continuar essa mudança de atitude tanto individual como colectiva, da afirmação da identidade para a dedicação prática a causas que a todos sejam úteis. Assim, enquanto sábado podemos dar passos concretos para realizar o que projectamos, a partir de domingo a acção torna-se muito mais precisa e já a beneficiar da nova orientação dada pelo trígono da próxima semana de Marte a Urano em Touro. Estamos a fazer o que é preciso, a fazer melhor e a fazer diferente.

Ilustração: William Blake: The Ancient of Days in “Europe a Prophecy” , 1764