O mais importante hoje é, a partir da tarde, abrir horizontes e intuir como ir mais longe, de uma forma mais sábia e abrangente. Deve haver algum optimismo nesta abordagem, com a Lua a entrar em Sagitário, onde faz amanhã conjunção a Júpiter e hoje trígono a Quiron e sextil ao Sol.

Estamo-nos a abrir a novos dados e ideias que nos permitam, com o Nódulo Norte em Caranguejo regido pela Lua,  dar um novo sentido à casa, família, rotinas e segurança emocional e para tal estamos também, com o Sol, Vénus e Mercúrio em Balança, focados nas relações pessoais, financeiras, profissionais e políticas em cuja interação estamos absorvidos nesta fase. Segunda e terça feira Vénus fez quadratura a Plutão em Capricórnio e naturalmente podem ter ocorrido conflitos de poder que destabilizaram os equilíbrios existentes. Não há voltar atrás. Apenas re-orientar os objectivos e definir os limites aceitáveis para os novos equilíbrios, num processo que não se resolve antes que Marte faça também quadratura a Plutão o que será no início de Novembro.

Nesse processo, hoje e amanhã com a Lua em Sagitário podemos apontar a flecha para onde queremos chegar e amanhã, com Mercúrio a entrar emEscorpião e Marte em Balança estaremos capazes de definir novas regras com uma voz mais poderosa.