Quarta, 13/5/20 – Um caldo de complexidades…

São dias difíceis estes em que temos simultaneamente de rever matéria, seguir em frente e avaliar opções, enquanto os espíritos estão confusos, a acção é vaga mas os diálogos e busca de informação são sérios. É neste caldo de complexidades que temos de deixar esfriar que
se reflectem:

1-As retrogradações de Plutão, Saturno e Vénus a que se junta amanhã Júpiter já estacionário, que assinalam tempos em que vamos revisitar o que se passou para interiorizar consequências e preparar desenvolvimentos- Vénus está retrógrada até 26 de Junho, Neptuno entra retrógrado a 23 de Junho, Urano entra retrógrado a 16 de Agosto e Marte retrógrado também a partir de 10 de Setembro. Júpiter volta a directo em 15 de Setembro, Saturno directo a 30 de Setembro, Plutão directo a 5 de Outubro, Marte directo a 15 de Novembro, Neptuno a 29 de Novembro, Júpiter e Saturno entram em Aquário por volta de 20 de Dezembro e Urano entra directo com uma conjunção a Marte em meados de Janeiro. Estas retrogradações implicam mãos atadas e a exigência de um grande rigor tanto de reflexão como de pragmatismo. Pelo caminho há eclipses no eixo Capricórnio/Caranguejo e Sagitário/ Gémeos,  a assinalar encruzilhadas entre a ordem exterior e o íntimo e que se sabe e o que se diz

2-O trígono do Sol em Touro a Plutão em Capricórnio que dura até sábado que simboliza um movimento real lento mas sólido para progredirmos para uma nova fase dentro desse quadro de revisão marcado pelos retrógrados.

3- O Nódulo Norte em Gémeos em quincúncio a Saturno que representa a tensão entre as possibilidades de diálogo, comércio, comunicação com maior leveza e as regras de confinamento ou contenção social. Um quincúncio é uma tensão e uma oportunidade que aqui depende da seriedade com que avaliamos as opções graças ao trígono de Mercúrio em Gémeos a Saturno

4- A quadratura de Venus em Gémeos a Neptuno em Peixes gera sentimentos confusos. Gostaríamos de exprimir espiritualidade, compaixão, abraçar tudo e todos com fé e tolerância mas de facto o que sentimos é diferente, tem muitos ângulos e não conseguimo ainda ultrapassar velhos bloqueios porque Vénus está em semi-quadratura a Urano em Touro o que não permite adoptarmos alegremente novos valores- vamos ter de repensar estas dificuldades com a Vénus retrógrada.

5- Marte acaba de entrar em Peixes, signo onde a sua eficácia ou capacidade de afirmação se dilui nas aguas do último signo do Zodíaco. Marte aqui não nosdeixa ser agressivos mas podemos vitimar-nos se a criatividade for frustrada. No entanto, se estes são tempos de reflexão- e serão meses- o facto de Marte estar em Peixes e nos atenuar os ímpetos pode ser parte da plano…a acção torna-se vaga mas também pode ter por base uma consciência menos individualista.

É o trigono de Mercúrio a Saturno que nos deve guiar nestes dias: avaliar seriamente as opções tendo sempre em perspectiva o longo prazo e a responsabilidade individual nas regras do colectivo. Usemos a máscara em plena consciência…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: