Sábado e Domingo, 6-7/6/20- No rescaldo do eclipse.. o que é o essencial?

O que é a verdade e como se exprimem os factos? A informação que temos é completa? Universalmente correcta? Quais são os fundamentos e quais as opções? Que desenvolvimento e que contactos?  O que nos falta saber ou o que é trivia? Como discernir o essencial no meio de tanta informação?  Estamos ainda  sob a forte influência do eclipse penumbral da Lua Cheia a 15.34 graus de Sagitário, o primeiro de uma série neste eixo que até Dezembro de 2021 acompanha o trânsito dos Nódulos Lunares em signos regidos por Júpiter e por Mercúrio e nos confrontam exactamente com as grandes perguntas que fazemos sobre como orientar a vida e as opções de passos a dar. A insegurança, confusão, dúvidas – e isto tudo de forma muito intensa, emocionalmente violenta- acompanha esta polaridade  com Sol e Lua em quadratura a Neptuno em Peixes, a que se juntam Vénus retrógrada em Gémeos quadrada a Marte em Peixes, tudo em órbitas que influenciam os Luminares.

De uma coisa temos a certeza. É que qualquer lógica de segurança exige a adopção de novos valores de referência, materiais, inteligentes, morais, diferentes dos do passado, com Mercúrio regente dos Gémeos em trânsito em Caranguejo em sextil a Urano emTouro.  O que os Céus apontam é a possibilidade de  resolver a tensão entre o individualismo e o interesse colectivo depois de olharmos bem no fundo as sombras do passado, do desejo de controlo, dos impulsos de  poder, com Urano em Touro na sua quadratura natural a Leão e Aquário e oposição a Escorpião.

Mas se temos dúvidas sobre o caminho, a insegurança pode dominar as respostas e a sombra da sombra fazer-nos crer que é ela a luz. Os enganos e violência são fortemente possíveis e carregados de ideologia ou posições  de “fé” com Neptuno conjunto a Marte nessa quadratura ao eixo do eclipse e sextil a Plutão conjunto a Júpiter ambos retrógrados em Capricórnio que simbolizam grands manifestações de força que se exercem sobre o colectivo já que o regente de Capricórnio se encontra em Aquário. A contestação social, o conflito entre os novos valores e a velha ordem estão na agenda planetária, no crescendo da quadratura de Saturno o velho a Urano o novo…cujo pico será no Verão do próximo ano…

No domingo a Lua entra em Capricórnio onde na segunda-feira fará conjunção a Plutão e Júpiter revelando tensões entre a falta de ordem e a imposição de ordem em casa, notrabalho, em sociedade. Temos ou não temos as condições para viver em segurança? Temos ou não temos as condições para trabalhar em segurança? Temos ou não temos condições para confiar nas forças da ordem, forças políticas, poderes estruturantes? A nível pessoal ou a nível colectivo são estas as questões que os Céus levantam neste mês de eclipses. Mas as respostas não são imediatas…

Leia aqui sobre os eclipses :

Parte 1

Parte 2

Parte 3

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: