Preparativos para a Lua Nova de Virgem a 17 de Setembro…

O fim do Verão é lento mas vem aí o tempo para recomeçar a rotina de serviço – em casa, no trabalho, na escola. Essa mudança de ritmo e programa é mais fácil de levar a cabo depois da Lua Nova de Virgem no próximo dia 17 de Setembro. Daqui até lá, mesmo que a “rentrée” já tenha ocorrido, há que fazer os preparativos necessários e possíveis para o que estiver para vir como novas restrições, novas obrigações ou responsabilidades, no quadro de mudança profunda em que individual e colectivamente nos encontramos.

Até à Lua Nova, estamos sob um Sol em Virgem que avança para um trigono perfeito a Plutão-  e de seguida a Saturno – ambos retrógrados em Capricórnio. Aliados a Urano em Touro, esses são sinais fortes de Terra, de concretização de novos investimentos em novos valores de vida, com sentido prático, olhar crítico e atenção ao detalhe.

Pode valer a pena aproveitar esta conjuntura de Terra para programar e semear, na próxima Lua Nova dia 17, o que poderemos vir a colher na Lua Nova que se lhe opõe em meados de Março de 2021, tal como agora estamos a corrigir a rota em que nos lançamos, na Lua Nova de Peixes de Fevereiro passado, no despoletar da consciência colectiva sobre a pandemia e individual sobre o lugar de cada qual na desordem das coisas.

Não queremos ser apanhados desprevenidos no desenrolar dos eventos no Outono e a Lua Nova de 17 dá-nos a possibilidade de nos pormos a postos mas até lá temos um rol de preparativos a fazer e tarefas pendentes a completar.

Nesta sexta feira 11, a comunicação é a chave da evolução, principalmente de manhã com a Lua conjunta ao Nódulo Norte em Gémeos, em sextil a Marte em Carneiro. Provavelmente os termos do diálogo, negócio ou projecto podem ainda não ser muito claros com a oposição do Sol a Neptuno e a entrada de seguida da Lua em Caranguejo que nos torna mais subjectivos mas há que fazer o esforço de clareza e abertura as hipóteses na mesa.

Essa subjectividade e auto-defesa é posta à prova no fim-de-semana em que com a Lua ainda em Caranguejo é para o que nos é familiar que nos viramos, em busca de uma segurança emocional que já não se encontra onde julgávamos. Com esse tirar de tapete nos confrontamos quando a Lua domingo faz oposição a Plutão e Saturno. As emoções são intensas mas o melhor é não lhes dar importância excessiva. Há que abraçar o futuro com menos dependências do passado e a lição do fim-de-semana é essa.

Resolvida essa tensão, podemos apanhar a boleia de Júpiter que entra directo também no domingo, fechando a retrogradação em Capricórnio desde meados de Maio.  Isto é importante por si mesmo mas também porque faz parte do pacote de mudanças de direcção que ocorrem daqui até ao início de Outubro, todas em Capricórnio, pelos planetas que pela sua conjunção no início do ano lançaram o mundo numa revolução e constrangimento sem precedentes nesta escala global.  Saturno e Plutão fizeram conjunção em Janeiro, Júpiter exacerbou o seu impacto fazendo-lhes também conjunção em Março. Em finais de Abril, Plutão entrou retrógrado, seguido de Saturno e Júpiter retrógrados em meados de Maio. É fácil recordar a explosão da pandemia em Março, os limites e restrições impostos com Saturno a entrar em Aquário em Março e aliviar gradual das restrições entre finais de Abril e meados de Maio. Esses três planetas retrógrados desde a Primavera vão ficar todos directos até 5  de Outubro. Júpiter fica directo dia 13 de Setembro, Saturno dia 30 de Setembro e Plutão no início de Outubro.

A experiência da Primavera vai ser fundamental para determinar as regras, limites e transformações estruturais que temos de fazer agora. Até ao final do ano, Júpiter vai fazer novas conjunções a Plutão e Saturno que, apesar de não voltarem a encontrar-se em grau exacto, continuam em órbita de conjunção. A correção de situações e a sustentabilidade do desenvolvimento são o mote destes aspectos e como indivíduos ou como sociedade não temos outra escolha melhor. O caminho abre-se no domingo depois de largarmos mais umas amarras do passado com a oposição da Lua aos planetas em Capricórnio e a entrada de Jupiter directo e segunda feira 14 tudo parece fluir melhor e conseguimos já progressos nesses preparativos com o Sol em trígono a Plutão e a Lua em Leão em sextil a Mercúrio em Balança.

Daí até à Lua Nova dia 17, de terça a tarde, quarta e quinta, com a Lua já em  Virgem temos apenas de, com minúcia, segurança e ordem preparar o ciclo que se abre de trabalho, serviço, saúde, contas e programação, a verdadeira rentrée  cujas regras, limites e mudanças ficaram efectivas até Outubro quando Saturno e Plutão estiverem directos.

Voltarei ao blog na Lua Cheia de 1 de Outubro, com a esperança de que Saturno directo me tire o gesso e escrever se torne mais fácil… Até lá, boa Lua Nova a 17!

 

8 thoughts on “Preparativos para a Lua Nova de Virgem a 17 de Setembro…

Add yours

Deixe uma Resposta para Catarina Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: