Energia para a Semana 28/03-04/04/21-X A RODA DA FORTUNA

Por Clara Days:

Palavras-chave: Movimento; destino; ciclo; karma.

Giram as voltas da vida, para cima, para baixo, para a frente, para trás, para fora, para dentro. Com elas giro eu, progredindo, parando, recuando, avançando, receando, experimentando, aprendendo… Nada do que faço fica sem consequência, mas a lógica das coisas é insondável, nesta Roda da Vida que é também da Fortuna.

Fortuna não quer necessariamente dizer sorte, é algo mais, é a dama vendada que faz as coisas andarem, dando como única garantia que nunca estarão paradas, mesmo quando parece que nada acontece. 

Que parte do que se passa depende de mim, que parte é determinado por outras forças ou outras vontades? Que margem de manobra tenho? Sei pela experiência que tudo isso varia, e que há sempre as circunstâncias. Vivemos este momento global tão profundamente condicionados por forças poderosas e incontroláveis, mais do que nunca precisamos de reflectir no que cada um pode, ou deve fazer. Reflectir e passar à acção, claro. A Roda não é de intenções, é de acontecimentos.

Eu e as minhas circunstâncias. Lido com elas, mas posso fazê-lo de tanta maneira… deixar-me subjugar, ir docemente na corrente, calar-me, falar, revoltar-me, intervir, participar, contrapor, transformar… Nada do que faça será em vão, para todos os efeitos; daí, ser tão importante tomar consciência do meu poder.

Que posso eu? Poderei sempre alguma coisa, mas o que possa variará, de acordo, lá está, com o que se passa à minha volta. Se apenas me deixar ir, sujeito-me, é certo. Mas haverá sempre a possibilidade de jogar com o acaso e com o pré-determinado, encontrar um lugar onde deixo a minha marca. Tenho o dever de procurar essa margem de manobra, de fazer algo por mim, por aqueles que prezo ou protejo, pela natureza, por valores mais subtis do espírito (seja lá isso o que for). Em boa verdade, arrepender-me-ei sempre mais do que não fizer do que do que concretizar, mesmo que tenha corrido mal e só me tenha trazido de bom a aprendizagem.

De cada acto meu virá um eco do Universo. Mais cedo, ou mais tarde, esse retorno poderá fazer sentido, dar sentido ao meu agir, ao meu viver. Giram as voltas da vida e eu com elas, mas alerta e interveniente. O futuro mostrará o que valeu a pena.

Imagem : Otherkin Tarot, de Siolo Thompson, 2019

Clara Days

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

<span>%d</span> bloggers like this: