Energia para a Semana 04-11/04/21: XVIII A LUA

Por Clara Days:

:

Palavras-chave: subconsciente; emoção; intuição; imaginação.

Neste dia de Páscoa, vem a Lua iluminar caminhos escondidos que guardam as minhas memórias mais sensíveis. É uma luz suave, as sombras são muitas, mas é nesses segredos ou esquecimentos que a minha verdade íntima se esconde… e tudo o que se passa dentro de mim condiciona o que vejo, digo ou faço.

Confinados em mim, os momentos que marcam deixam rasto, mossa, ferida, cicatriz. Não é prazeroso visitá-los, mas faço-o em sonhos, mesmo sem querer. Muitas vezes, de tão intensos, acordam-me. Procurar explicá-los, eis também o que o Arcano Maior 18 me propõe. A Lua governa as emoções e é a emoção que me leva a reagir diante de um acontecimento. A etimologia da palavra indica que ela tem origem no latim, nas palavras “ex movere”, que significam “mover para fora” ou “afastar-se”.

Mas qual a raiz do que sinto e que precisa de assim sair? Que semente semeou o que se torna sentimento?Na verdade, sou também feito do que vivi, para o bem e para o mal, embora no dia-a-dia tenda a agir como se o presente seja uma realidade absoluta. No entanto, cada reacção estranha que sinto ou exprimo, cada sensação que chega sem explicação lógica tem a sua razão de ser, e é a Lua quem conhece as veredas que me podem conduzir a essa compreensão.

Com a Lua, a viagem pode ser dura, mas é sempre poética, se virmos na poesia a expressão do que é sensível e emocionante. É preciso coragem para visitar os recantos da minha alma, mas preciso de convocá-la, se quero poder encontrar entendimento e paz. É da Lua que nascem as lágrimas, sejam de tristeza ou de alegria. É ela que aperta a garganta, que pára a respiração, que solta o coração em galopes desenfreados.

Enquanto esperamos que a Lua Nova de Carneiro nos abra um novo ciclo anual, deixemos que a sua luz nos ilumine por dentro, que nos guie por entre as profundezas do que somos, os nossos abismos, as maiores perplexidades. Guardados por ela, viajemos em nós, para melhor nos aceitarmos, para melhor nos conhecermos.

Imagem : Animism Tarot, de Joanna Cheung (Rainbow of Crazy), 2013

Clara Days

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: