Eclipse total da Lua e outras agitações….

23 a 30 de Maio de 2021 .Que semana complexa.. Começa com Saturno retrógrado, a meio há um eclipse da Lua Cheia e acaba com Mercúrio a ficar retrógrado. Com a maior parte dos planetas em signos de Ar e de Água, tudo é fluido, sacudido ainda mais por Urano em Touro que ameaça as velhas seguranças e pede novos valores… mas quais.. ???..com Sol, Nódulo Norte, Vénus e Mercúrio em Gémeos tanta dualidade pode abrir o caminho das incertezas.

Será até 11 de Outubro que Saturno retrógrado desde esta semana nos dá a oportunidade de corrigir o que nos tem sido imposto desde meados de Fevereiro quando Saturno passou os 6 graus de Aquário até agora nos 13 graus. Daqui até Outubro recua dos 13 aos 6 graus em que entra novamente directo para só chegar novamente aos 13 em Janeiro proximo É assim um movimento de correcção muito lento que envolve não só Saturno como também Júpiter e Urano e Plutão. Todos voltarão a estar nos mesmos graus em que estão agora, em Janeiro de 2022 apesar das suas entradas em retrogradação e directos em tempos diferentes. Que pensar disto? Uma leitura possivel é a da suspensão de evolução, sob as suas várias vertentes, daqui até ao inicio do próximo ano. Ou seja, não é que não se passe nada, mas sim que, o que se passa, ter mais a ver com o completar do que foi começado, com a revisão do que está instituído, com o cumprimento do que foi prometido, com a reforma do que provou não ser eficaz, com a interiorização do significado dos impactos dos processos em curso, do que com o lançar de iniciativas ou possibilidade novas aventuras. Não, os tempos agora não são de avanço nem de retrocesso mas sim de correcção, afinação, compreensão, ponderação e preparação do novo rumo a seguir para o ano. Consolidar deve ser o mote.

Neste contexto de solidificação de estruturas antes de erguemos novos módulos, temos também de nos interrogar sobre a melhor forma de o fazer e quais as opções em cima da mesa. A presença do Sol, Vénus e Mercúrio em Gémeos é o melhor garante de que temos de estar abertos à análise de várias possibilidades. Essas avaliações, em curso toda a semana, chegarão a um ponto de revelação na segunda feira próxima, dia 31, quando o Sol fizer conjunção ao Nódulo Norte. Consolidar, avaliando o processo a passo e passo é a extensão do mote.

Vai ser fácil? Não. As tensões não vão faltar, individual e colectivamente. Há quem queira a revolução imediatamente, há as regras e forças que impedem. Desde já e todo o mês de Junho, Saturno retrógrado em Aquário e Urano directo em Touro vão estar em quadratura, a segunda do ano, sendo que a primeira teve lugar em Janeiro e Fevereiro e a terceira última ocorrerá no final do ano. O que significa está á vista: contestação, tensão entre quem governa e quem é governado, entre as liberdades individuais e as regras do colectivo, entre os novos valores e as velhas leis, entre os adeptos da Bitcoin e governos, pesos pesados ou instituições financeiras. Contestação e mesmo violência estão na agenda desta quadratura, como se viu nos EUA em Janeiro, no Médio Oriente e em Ceuta nos últimos dias e o mais que estiver para vir com a aproximação do quadrado exacto agora e em Dezembro. Contenção na exposição da vontade é por isso outra frase a acrescentar ao mote da semana, mais ainda porque Marte em Caranguejo onde defende o que nos é instintivamente querido, emocional ou nacionalmente está em oposição a Plutão até à Lua Nova de Junho. Esta oposição permite que o desejo de vencer vire agressão, que o secretismo exacerbe tensões, que a ambição de poder seja maior do que o poder possível. Mais um factor que recomenda contenção e boa avaliação das situações antes de se ir à luta. Isto também porque Mercúrio e Vénus em Gémeos em quadratura a Neptuno em Peixes a nos dias em torno do eclipse total da Lua Cheia baralham os dados que se querem objectivos, enchem de ilusões quem defende argumentos e só com muita inspiração e razoabilidade podem ser faróis do espírito no rumo a seguir.

E a cereja no bolo da semana é o eclipse….Depois de na segunda feira a Lua em Escorpião fazer quadratura a Saturno e oposição a Urano trazendo rupturas e forçando-nos a separar o que podemos do que não podemos controlar, entra em Sagitário no dia 26 em que faz, pelo meio-dia GMT, oposição ao Sol em Gémeos, eclipsando-se totalmente, em sesqui-quadrado a Marte e quadrado a Jupiter. Este eclipse responde ao de 14 de Dezembro que entre outros impactos globais deu nos EUA a vitoria Biden contra Trump. Vamos em termos individuais também ter agora respostas ao que então sentimos que estava a mudar. A chave aqui é aproveitar a “escuridão” do eclipse para sentir o que é verdade e o que não é das muitas informações, dados ou comentários com que estamos bombardeados. Há que ver a Luz no escuro do dia 26 e na confusão do dia seguinte. Só sexta e sábado, com a Lua em Capricórnio em trigono a Urano e conjunção a Plutão é que conseguimos dar mais um passo, mesmo que difícil nesta via da consolidação do que fizemos desde o inicio do ano. Mas é só mais um passo… Com Mercúrio a ficar retrógrado em Gémeos a partir de domingo e outro eclipse na calha para 10 de Junho não há descanso… e é precisa toda a atenção ao que se diz e à leitura do que se ouve…há que decifrar o que vem no vento dos planetas em signos de aAr e identificar as emoções que suscitam os planetas em Água….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: