Nas Luas de Novembro…

A primeira semana de Novembro tem dois tempos. No primeiro, até dia 4, quinta feira, estamos a fechar assuntos, vistos à lupa, e a ouvir o que os outros têm para dizer, enquanto a Lua transita primeiro Virgem e de seguida a Balança. As conversas são conversas intensas e abrangentes com Mercúrio em Balança em quadratura a Plutão em Capricórnio e trígono a Júpiter em Aquário, aspecto a que se junta a Lua na quarta feira, antes de entrar em Escorpião. Porque Vénus, regente da Balança está em Sagitário, – em sextil a Mercúrio e à Lua- é do futuro das relações que estamos a falar, sabendo de antemão que há que pôr cobro a tanta conversa e pôr empenho na construção de novas estruturas sólidas de vida e de relacionamento, já que Urano está em Touro, também regido por Vénus em vésperas de receber a oposição do Sol e da Lua na Lua Nova de Escorpião na quinta feira.

A Lua Nova vem assim com um estrondo que se intensificará até à Lua Cheia e eclipse Lunar em Touro no dia 19. Marte parte na Lua Nova de uma quadratura a Saturno em Aquário e chega, na Lua Cheia e eclipse, à oposição exacta a Urano, ocupando o grau em que ocorre, no dia 4, a Lua Nova. O que houver que largar, há que largar, o que houver que transformar, há que transformar, o que pede morte e renascimento exige profunda e rápida actuação. Temos a ajudar a dar forma às inevitáveis mudanças o ingresso de Venus em Capricórnio, na sequência da Lua Nova, em sextil a Marte e a Mercúrio que se junta a Marte e ao Sol em Escorpião na sexta feira. De facto, Novembro começa na Lua Nova de dia 4 e abre caminho, mesmo que tortuoso para o desenrolar de uma narrativa aparentemente suspensa desde as retrogradações dos lentos em Maio, até que voltem a esse ponto, partidindo para uma nova etapa em Janeiro de 2022.

É assim de grande importância as reformas ou revoluções que estivermos prontos a iniciar neste mês de Novembro. O facto de termos o primeiro dos eclipses no eixo de Touro/Escorpião – que perdurarão até 2023- , anuncia-nos também a mudança de signo dos Nódulos Lunares. O Nódulo Norte deixará em Janeiro de apontar Gémeos como caminho para indicar o Touro e a busca de segurança material e sensorial, dentro dos novos valores e paradigmas exigidos pelo trânsito de Urano nesse signo de Terra. Vamos dos jogos mentais para as bases materiais, deixámos as aspirações de expansão e teremos de deixar as compulsões para conseguir singrar no novo quadro que os Céus apresentam.

Em Dezembro, dia 4 terá lugar o último dos eclipses do eixo Gémeos/ Sagitário- que será um eclipse total do Sol junto ao Nódulo Sul em Sagitário. Na escuridão do eclipse veremos as últimas sombras do que já não terá lugar em 2022. As quadraturas de Urano e Saturno, as terceiras e últimas de 2021 seguem-se a esse eclipse confrontando o que restar de velho com o imperativo de mudar. Novembro e Dezembro são por isso uma sucessão acelerada de encruzilhadas e conflitos a navegar tendo sempre em vista mudarmos para melhor, em plena consciência facilitada pela entrada directa de Neptuno em Peixes, no dia do eclipse de Dezembro. É já daqui a um mês…

Tela de René Magritte

R.I- 1/11/2021

E se lê estes posts com regularidade, porque não apoiar o trabalho e os custos de manutenção do site?

CONTRIBUA AQUI PARA ESTE SITE

ASTROLOGIA ÀS SEGUNDAS- Aulas temáticas por Zoom

Próxima aula dia 8 de Novembro as 21 horas. Duração 1.30H

Limite de inscrições.

Cada aula 10 euros

Inscrição prévia por mail em rositaiguana@mac.com.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: