Onde há fumo…Ganhos e perdas, controlos e liberdades…

Uma primeira semana de Dezembro cujo impacto se fará sentir até quase à Primavera…

Há muito a ganhar ou perder esta semana e a intensidade com que nos relacionamos, investimos ou rejeitamos valores ou a ordem das coisas pode ser difícil de controlar, seja por compulsividade pessoal seja porque somos vítimas das circunstâncias. Trata-se de aspectos de poder, de um poder que muda de mãos, de valores que se transformam, da sombra das relações pessoais, financeiras, diplomáticas que é revelada com a conjunção de Vénus a Plutão em Capricórnio, activada já na segunda-feira 6 de Dezembro pela passagem da Lua sobre os dois planetas que até ao final da semana chegam a uma conjunção exacta a 25 graus de Capricórnio.

Na semana seguinte, de 12 a 19 de Dezembro, Vénus abranda sempre em conjunção a Plutão até entrar retrógrada segunda feira 20. Volta a fazer conjunção a Plutão na véspera de Natal, só fica directa no final de Janeiro e fará conjunção idêntica com Plutão nos primeiros dias de Março. Onde estão Vénus e Plutão em trânsito nos nossos horóscopos individuais? É aí que tudo se joga e as cartas são as casas que Vénus e Plutão regem no nosso céu natal. O resultado será tanto melhor ou os impactos mais fáceis de absorver quanto melhor for a relação de base ou ângulo que existir natalmente entre os dois planetas.

Esta agenda de Vénus em Capricórnio diz-nos muito sobre o que está desde agora em jogo e durante os próximos meses. Vénus rege o Touro e a Balança, preside ao que se deseja seguro, palpável, com valor, a prosperidade, o conforto e o equilíbrio das relações, as leis de justiça seja qual for a sua natureza, do âmbito pessoal ao colectivo. Vénus em trânsito no Capricórnio leva-nos a desejar dar forma, estrutura, valor a longo prazo, a definir as leis ou regras que regulam o colectivo. Com Vénus em Capricórnio somos ambiciosos desejamos mais, melhor, o topo da montanha, o controlo e gestão das finanças e das relações.

Plutão depois de Marte é o regente de Escorpião- sexo, heranças, partilhas, poder, dívida, todos os temas que nos revolvem as entranhas e suscitam as emoções mais intensas. Quando Vénus se conjuga com Plutão ou caímos da montanha ou de repente somos catapultamos para o cume. Há algo que é revelado e que, dependente do resto do nosso horóscopo, tanto se pode traduzir em ganhar a lotaria ou ir à bancarrota, casar com comunhão de bens ou um divórcio litigioso. Pode afectar as regras ou leis que a todos se aplicam, os investimentos da bolsa ou induzir conflitos políticos. A morte e renascimento que Plutão simboliza é vivida através de temas venusianos e o assunto só fica resolvido em Março… até lá, e porque Vénus entra retrógrada dia 20 temos que avaliar o que está a acontecer e definir novos parâmetros de lei, investimento ou envolvimento nas estruturas de que fazemos parte, sejam familiares, profissionais ou políticas.

O sextil que a conjunção de Vénus a Plutão faz tanto a Marte em Escorpião como, no final da semana, à Lua conjunta a Neptuno em Peixes ajuda-nos a entender o sentido de oportunidade que os Céus nos oferecem com esta agenda transformadora mais ainda porque Marte agora em sextil estará em Março conjunto a Vénus e a Plutão nos 27 graus de Capricórnio e o impacto que agora se desenha ficará então concluído. Há uma ideia que se comunica, uma aposta que se faz no futuro com Sol conjunto a Mercúrio em Sagitário, uma vontade forte que se manifesta no sentido de aprofundar e “purificar” o sentido das relações pessoais, estruturais ou políticas -, através do sextil à conjunção de Venus a Plutão – e o seu resultado ainda que por enquanto pouco claro – pela quadratura de Neptuno ao Sol e a Mercúrio, – não deixa de ser um ideal a atingir – alimentado pelo trígono de Marte a Neptuno.

Tudo pareceria até fácil não fosse Saturno, que rege o Capricórnio onde Vénus e Marte se encontram, estar – desde já e até ao final do ano – em quadratura a Urano em Touro, signo que Vénus rege. Trata-se da terceira e última quadratura do ano entre Saturno e Urano, tensão última entre ordem e liberdade, entre conservadorismo e inovação entre repressão e revolução. A contestação às restrições impostas em nome da pandemia, às restrições orçamentais etc, está novamente num crescendo tão intenso quanto mais se alargam institucionalmente os limites e regras sobre as liberdades individuais. Assim, todo o processo desencadeado pela conjunção de Vénus a Plutão ou seja a revisão do que é válido nas relações de poder, à luz de novas revelações vem acompanhado de fortes reações seja por parte dos poderes instituídos seja por quem os contesta. O problema reside na confusão sobre o que é ou não verdade dado que Neptuno, directo desde o início de Dezembro faz-nos acreditar naquilo que queremos que seja verdade o que não quer dizer que assim o seja. É este Neptuno que pode trazer histeria e pânico ás bolsas e mercados, carregar de ideologia as manifestações sociais e levar a pânicos pela ausência de certezas.

Esta primeira semana de Dezembro, na sequência do último eclipse total do Sol no eixo Sagitário/Gémeos no sábado dia 4, vem, por todos estes aspectos, dar o tom do que se está a desenvolver pelas nossas próprias mãos e também pelas forças maiores que gerem o colectivo em que estamos inseridos. De facto, pouco parece estar em nosso poder com a Lua na segunda em Capricórnio conjunta a Vénus e Plutão, na terça e quarta conjunta a Saturno em Aquário, na quinta conjunta a Júpiter e quadrada a Marte, sexta e sábado em Peixes conjunta a Neptuno, quadrada a Sol e Mercúrio. Todos estes signos são signos do colectivo cuja energia as nossas emoções, reações, desejos vão reflectir. Apenas no domingo 12 a Lua em Carneiro nos permite ansiar por tomar uma qualquer iniciativa mas a conjunção a Quíron e o quintil a Vénus e Plutão dizem-nos que só numa terceira via é que não deparamos com um muro de frustração. Acção sim, mas apenas se inovadora e a prever já os desenvolvimentos para o próximo ano.

Uma Boa Semana!

R.I.

One thought on “Onde há fumo…Ganhos e perdas, controlos e liberdades…

Add yours

  1. Um dos seus posts de que mais gostei, que nos permite ligar a astrologia mundana com o nosso próprio mapa natal (para quem conhece o seu). Obrigada.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: