Pensar antes de agir, lembrar erros do passado

Nesta semana, há temas que perduram da semana que termina, tensões que se agravam até ao Natal e mudanças de registo que exigem alguma ginástica mental e emocional. É a conjunção de Vénus a Plutão em Capricórnio que se prolonga até ao final do ano- que nos força ao pragmatismo no amor e nas finanças. Só o que satisfaz profundamente as partes envolvidas pode sobreviver a este trânsito…e vamos sentir visceralmente o que é e o que não é…Depois, temos a quadratura de Saturno a Urano que fica exacta nos dias de Natal e que nos divide entre seguir as regras ou agir livremente, acatar as leis ou fazer revoluções. Somamos Marte que entra em Sagitário e nos diz que são as ideias que impulsionam a Ação e que o objectivo é alargar, conquistar horizontes. Marte também faz conjunção ao Nódulo Sul Lunar com o recado claro de que vamos em frente mas não devemos esquecer os erros do passado. Atenção a acidentes por excesso de confiança apesar de alertados por Mercúrio que entra em Capricórnio e reforça essa mensagem com um quase autoritário “pensar e programar antes de agir”.

Não vamos, assim, de ânimo leve para o tradicional período festivo mas podemos tentar evitar o que estiver conscientemente nas nossas mãos para não acender rastilhos fáceis de atear.

A Lua começa por segunda, em Carneiro, fazer quadratura à conjunção de Vénus e Plutão e o que fizermos -ou desejarmos fazer -acaba por ter consequências para além das desejadas, mesmo se pelo trígono da Lua ao Sol em Sagitário tivermos as melhores intenções.

Na terça, a Lua entra em Touro – regido pela Vénus em conjunção a Plutão- e faz quincúncio a Marte em Sagitário o que agrava todas as ofensas.

Na quarta, a conjunção da Lua a Urano em Touro e sua quadratura a Saturno em Aquário anuncia emoções explosivas e frustrações maiores.

Na quinta e sexta, depois de um trígono a Vénus e Plutão a Lua passa para Gémeos, opõe-se a Marte e faz conjunção ao Nódulo Norte o que nos permite anunciar ou ouvir o que mudou. Subsistem no entanto dúvidas sobre a clareza da situação o que torna ainda mais importante a boa programação dois trabalhos com Mercúrio regente do Nódulo Norte a avançar, em Capricórnio, para um trígono a Urano que ficará exacto para a semana.

Sábado e Domingo, dia em que a Lua estará cheia em Gémeos, faz também um trígono a Vénus em Aquário: Quais as opções? Quais as versões? Qual a verdade? Tudo o que parece possível e impossível podemos no entanto partilhar em grupo, colectivamente, questionarmo-nos sobre todos os processos de mudança e resistência em curso seja a nível pessoal ou global.

O debate é alargado ao que se passa no mundo, na Lua Cheia pelo trígono a Júpiter em Aquário que também está em sextil ao Sol em Sagitário e confuso ou ideologicamente carregado pela quadratura a Neptuno em Peixes. Caminhamos para a noite mais longa do ano na terça próxima e esta Lua Cheia ilumina as muitas frentes de dúvida/sombra com que colectivamente nos confrontamos. Marte quadrado a Júpiter aumenta a imprevisibilidade das tomadas de posição individuais ou internacionais. Vénus entra retrógrada poucas horas depois da Lua Cheia para nos fazer reflectir sobre o que é de facto importante nos assuntos do coração, do dinheiro, dos acordos pessoais ou políticos. Até finais de Janeiro todas essas áreas estão em cima da mesa para re-avaliação e actualização com Vénus a entrar directa a 20 de Janeiro em trígono a Urano.

Uma boa semana….

E se lê estes posts com regularidade, porque não apoiar o trabalho e os custos de manutenção do site?

CONTRIBUA AQUI PARA ESTE SITE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: