Energias para a Semana 12-19/6/22: X A RODA DA FORTUNA (COM SACERDOTISA E JUSTIÇA)

Por Clara Days:

Ideias-chave: a maré vira, a água é a mesma; posso renovar-me, mas sendo quem sou; é tudo um jogo de equilíbrios e respostas.

Mais uma Lua Cheia e vem de novo a Roda da Fortuna, no seu movimento perpétuo, virando as voltas à vida, para tudo poder continuar a ser o que é. A força da dupla Justiça / Sacerdotisa, que nos vem da semana anterior, ainda não se desvaneceu; que influência vai ter a viragem cíclica do nosso satélite neste tempo que nos mistura intuição e conveniência?

A Sacerdotisa diz-me: “eu interiorizo”; a Justiça afirma: “eu equilibro”; a Roda propõe: “eu modifico”. Façamos o exercício de considerar, por um lado, o jogo combinado da minha vida interior que precisa de se ajustar às circunstâncias, e pelo outro a dinâmica cíclica dos altos e baixos que se alternam. O equilíbrio da Sacerdotisa é feito de silêncio e intimidade, o da Justiça gere-se nos acontecimentos; já o equilíbrio da Roda é de contrabalanço e faz-se no tempo, na alternância das etapas.

Temos então a continuação da semana anterior: “Por muito incompatíveis que sejam o que sentimos e o que temos que fazer, o desafio está em não desistir de procurar o equilíbrio”, rematávamos. Esta onda de fundo continua, mas a Roda imprime-lhe a sua inevitável influência, associada à Lua Cheia. Lembro que no mês transacto tivemos também a Roda na semana da Lua Cheia, e não deve ser mera coincidência: a tensão de mudança do ciclo lunar dá-nos “a volta”, permite virar esquinas, inverter movimentos, contrabalançar tendências.

A questão é que não se trata de um tempo de ruptura. Os valores em presença são os mesmos, a essência mantém-se, mas é possível alterar-lhes a dinâmica, é mesmo possível invertê-la. Será aí que teremos que fazer operar a inspiração da Roda da Fortuna: trazer luz se tenho estado na sombra, mover o que tem estado parado, dar respostas se tenho estado calado… ou inversamente, claro. Sem mudar a qualidade, posso inverter a tendência – serei capaz?

É tudo um jogo de equilíbrios, entre o que está dentro e o que está fora de mim, entre o que se quer manter e o que precisa de mudar, entre o que sou e o que faço, entre o que faço e o que acontece, entre o que acontece e o que tenho o poder de influenciar. Tenho cartas para jogar: jogo com três, a Sacerdotisa, a Justiça e a Roda da Fortuna. Interiorizo, equilibro e modifico.

Imagem 1: Harmonious Tarot, de Lo Scarabeo, 2005

Imagem 2: Orien’s Animal Tarot, de Ambi Sun, 2021

Clara Days

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: