Energia para a Semana 26/6-3/7/22: O MAGO I E A TEMPERANÇA / ARTE XIV

Por Clara Days:

Ideias-chave: criatividade com moderação; vontade equilibrada; poder de combinação dos opostos

Será que se anuncia uma nova etapa? Inspirados por este Mago carregado de energia juvenil, contido embora pela moderação da Temperança, paira ainda sobre nós o peso da interiorização lunar da Sacerdotisa, que se não desfez. Mas temos falado tanto sobre ela, nas passadas semanas, que nos vamos focar hoje nas energias novas vieram à praça.

O Mago é sempre um princípio, ao ser o primeiro dos Arcanos Maiores numerados. Traz com ele a força mercuriana da criatividade e da comunicação, carregada de optimismo e voluntarismo. Desta vez, vem com os seus poderes limitados pela ponderação virtuosa da Temperança, para quem a verdadeira criatividade é a que consegue combinar opostos e transformá-los em algo novo e mais elevado.

Se o Mago é poder, a Temperança é combinação: temos, pois, a possibilidade de aplicar toda a carga mental positiva do primeiro na moderação diplomática que transforma as oposições em oportunidades de melhoria, que a segunda advoga.

A Temperança veio recorrentemente a esta página durante os primeiros meses da pandemia, simbolizando a contenção inventiva a que fomos forçados por uma imposição dos tempos, que nos prendeu, sem nos dar uma previsão de futuro. Quando o plano de vacinações em massa se generalizou, pelo menos nos países mais evoluídos, foi-se espaçando a Temperança nas suas presenças, sendo como que “substituída”, mais ou menos a seguir à invasão da Ucrânia, pela vinda recorrente da Justiça, Arcano 14, cujo poder de equilíbrio é mais primário e directo.

O equilíbrio que a Temperança propõe não é passivo e meramente ponderal, ele é profundamente criativo, e aí uma aliança com o Mago pode permitir que se vá longe. Se, por um lado, a ideia que transporta é moderadora dos impulsos do Arcano 1, a visão da Temperança como Arte da alquimia, capaz de transformar contrastes em mais-valia, surge como um excelente ponto de partida para a aplicação dos poderes do Arcano 1.

A excelência do Mago sempre foi aquela extraordinária capacidade que tem de conseguir encontrar em qualquer lugar os elementos que lhe podem servir de ferramentas para resolver problemas. Com quase nada, ele pode conseguir quase tudo, digamos, para simplificar. O que agora lhe será oferecido é a possibilidade de trabalhar com forças contrastantes que estão em oposição, sendo essa a matéria-prima que poderá transformar em algo novo.

Apresenta-se-nos então uma semana onde os contrastes, ou mesmo as oposições, parecem ser inevitáveis. Com eles, vem uma oportunidade de combinar as respectivas forças de um modo novo e criativo, com uma criatividade particularmente potenciada. A nível macro, externo, se pensarmos em termos dos jogos de forças a nível mundial, poderia tratar-se de uma oportunidade favorável para importantes resoluções.

Mas não esqueçamos que a Sacerdotisa ainda paira por aí, virando muito do sentido das minhas palavras para o que se passa dentro de nós. Estejamos então preparados para que o terreno destas oposições tenha características íntimas, também. O importante será conseguir olhá-las então com o olhar inventivo do Mago, aplicando o poder de combinação da Temperança. A criatividade será a nossa melhor arma, devemos explorar as suas potencialidades na resolução de conflitos internos.

Aproveitemos, então, a oportunidade que nos é aqui oferecida.

Imagem: The Crow Tarot Tarot, de MJ Cullinane, 2019

Clara Days

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: