Energias para a Semana 3-10/7/22: A SACERDOTISA II E A IMPERATRIZ III

Por Clara Days:

Ideias-chave: sentir, intuir, estar; espiritualidade com fisicalidade; foco interior, cuidando do corpo.

Temos pela frente uma semana no “feminino”: os dois Arcanos que melhor representam os arquétipos relativos ao conceito de “mulher” juntam-se para nos inspirar, quer na sua dimensão lunar – intuitiva, receptiva, como a Sacerdotisa –, quer na sua dimensão venusiana – física, conectada com tudo o que é vivo e natural, como a Imperatriz. O sonho e a realidade tocam-se, por assim dizer, através destes dois canais que correspondem, respectivamente, a uma entidade espiritual e a outra mais carnal.

A presença da Sacerdotisa é uma continuidade: desde o início de Maio que nos vem acompanhando, símbolo do poder da Lua sobre o nosso mundo interior. A importância do silêncio, a intuição, a percepção inconsciente têm sido uma constante, nos tempos recentes, a puxar-nos “para dentro”. Mas, agora, vem a Imperatriz “ligar-nos à terra”, na acepção mais literal e mais profunda dessa ligação: os sentidos, as sensações, o pulsar da vida física, nossa e dos outros, que se impõe também.

Elas não se contradizem, governam reinos distintos. Antes diria que se complementam, ainda que possa cada uma ter dificuldade em compreender a outra, na radicalidade que leva a Sacerdotisa para o espírito e a Imperatriz para o corpo. Podem estranhar-se mutuamente, mas não disputam território. Saberemos nós encontrar a síntese duma com a outra?

Este é o desafio destes dias: vamos precisar de conciliar a intensidade subjectiva que nos tem elevado e sobressaltado internamente com o apelo muito concreto para nos ligarmos ao corpo, à matéria, a tudo o que vive e que pode ser por nós acompanhado e cuidado. Não podemos perder-nos no mundo da Lua, quando a Mãe-Terra clama por atenção; a dificuldade estará em conciliar estes apelos simultâneos, quer no tempo, quer no espaço.

O conselho mais importante será que não negligenciemos o que está vivo e precisa de cuidados, a começar pelo nosso próprio bem-estar e saúde. A força das necessidades internas, subjectivas ou espirituais (se assim lhes quisermos chamar) continua, mas temos que olhar em volta e cuidar do que precisa de ser cuidado. Eu diria mesmo que o caminho para o possível bem-estar espiritual passa agora pelo bem-estar físico, na sua acepção mais simples e natural. Conectemo-nos com a natureza, cuidemos de nós e dos outros, liguemos o nosso estar ao ritmo das coisas vivas que estão à nossa volta.

Temos vivido muito pressionados pelo que vai acontecendo. Talvez que agora seja o momento de parar e deixar estar, focando-nos no que é mais primário e essencial: a vida. Qua cada um cuide bem de si e da vida que tem à sua volta. Qua cada um volte ao que é mais simples e natural e possa encontrar aí a força para prosseguir. Talvez seja o segredo para o bem-estar espiritual que temos buscado, quem sabe…

Imagem: The Fantastic Menagerie Tarot, de Karen Mahony, baseado nas ilustrações do artista vitoriano J. J. Grandville, 2006

Clara Days

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: