A caminho do Equinócio: conflitos à vista..

Como manter relações equilibradas face a tantos conflitos de interesse? Podem ser relações contratuais, amorosas, políticas… como vivê-las de forma justa e pacífica? É sobre isto que temos que nos debruçar esta semana para começar conscientemente o próximo ciclo lunar. Com uma Lua Nova em Balança no próximo domingo 25 e Vénus regente da Balança toda a semana em Virgem – com Mercúrio regente da Virgem em fase retrógrada em Balança – o que está, até lá, na agenda dos Céus é revermos com cuidado relações e assuntos pendentes de saúde ou de organização que requerem ainda o nosso foco. Só depois poderemos entrar num novo ciclo lunar de busca de equilíbrio entre o que se deseja e o que se tem. De facto, nos dias que antecedem uma Lua Nova estamos a fechar o ciclo lunar e por isso não é adequado tomar iniciativas. O melhor mesmo é procurar fechar assuntos. Quando emoções e força vital, Lua e Sol, se vierem a unir, no domingo dia 25, celebramos não só o arranque ano novo judaico Rosh Hashanah – a cabeça do ano- como a abertura a novos acordos ou busca de justiça nas relações pessoais, profissionais, financeiras ou políticas – porque é este o simbolismo do equilíbrio dos pratos da Balança.

Apesar de só no domingo abrirmos um novo capítulo, na sexta feira 23 já os Céus nos revelam as energias do que está para vir. O Sol sai de Virgem e cruza-se com Mercúrio que, retrógrado, sai da Balança para regressar a Virgem. É um dia muito especial porque não só Mercúrio fica iluminado- casimi- pelos raios do Sol – o que traz nestes signos uma nova visão ou Luz sobre questões como detalhes de negociações – como é o equinócio de Setembro, dia em que o Sol entra no signo da Balança e o foco deixa de ser a crítica ou o serviço para passar a ser o entendimento do que está em jogo e de como melhor equilibrar extremos. É a este Sol de Balança que a Lua se unirá a 25, ambos os luminares opostos a Júpiter em Carneiro que está em semi-quadratura a Saturno e a Urano. Ou seja, apesar do optimismo ou exacerbação que a oposição de Sol e Lua a Júpiter posso trazer, o facto de este acordar a quadratura de Saturno em Aquário a Urano em Touro vai também revelar como podem ser contestadas todas as novas regras, leis, acordos ou alianças. Segurança versus liberdade, limitações versus inovação, velhos hábitos versus revoluções são choques que ocorrem cada vez que Saturno e Urano estão em tensão. Daqui até quase finais de Outubro estamos a viver globalmente a última das quadraturas entre esses dois planetas, da série que começou em Fevereiro do ano passado e se manifestou também exactamente em Junho e em Dezembro de 2021. A contestação social ou conflito politico é uma das formas mais vulgares sob a qual se manifesta a tensão Saturno /Urano e, mesmo que não estejamos directamente envolvidos, não deixaremos de assistir ao seu impacto através dos media ou senti-lo em alterações das condições colectivas.

Segunda e terça a Lua em Caranguejo traz a familia, a casa, a segurança emocional ou nacional para primeiro plano de preocupação, particularmente na terça em que faz oposição a Plutão o que nos confronta com forças maiores que nos obrigam a rever amarras ou ligações. Quarta e quinta, a Lua em Leão também faz passar as emoções por outro processo de purificação já que orgulhos, egos ou dramatismos são esfriados por força da oposição a Saturno e quadratura a Urano, o que acontece mais fortemente na quinta. Vem sexta e temos então a combustão de Mercúrio pelo Sol em Balança em pleno equinócio a que se segue a re-entrada de Mercúrio em Virgem onde está Vénus e Lua. Toda a atenção se vira para os entendimentos de toda a natureza e todas as notas de rodapé são relevantes- é no detalhe que está a chave do sucesso de que viermos iniciar no domingo na cabeça do ano lunar: o desafio é como manter o fiel da Balança nivelado face a tantos pesos contraditórios, a acidez da maçã e a doçura do mel simbólicos de Rosh Hashanah. Júpiter retrógrado em Carneiro regido por Marte em Gémeos faz-nos hesitar sobre virar à esquerda ou à direita e teremos até de recuar nalgumas circunstâncias. No meio ponto entre Saturno e Urano este Júpiter mostra-nos também como tão pouco está de facto nas nossas mãos, para além da consciência das forças em jogo a que estamos sujeitos e na nossa busca de equilíbrio pessoal.

Tela: Marc Chagall

Uma Boa semana!

AULAS PRÁTICAS DE LEITURA DE HORÓSCOPOS:

AS SEGUNDAS E QUARTAS A PARTIR DE 3 de OUTUBRO as 9 da noite, por zoom. Às segundas para quem tem menos prática e às quartas para quem já tem livro de efemérides. Duração cerca de horas e meia. Números limitados. Inscrições por mail para rositaiguana@mac.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: