Depois da Lua Cheia, gerir os conflitos de interesse..

Começamos a semana, na segunda, inquietos sobre o que queremos como podemos agir, para terça e quarta nos virarmos para o valor do que temos e como lhe dar nova orientação, seguindo-se quinta, sexta e metade de sábado em que comunicar, viajar, fazer negócio ou a lógica das coisas é o que nos move. Sábado 15 e domingo 16, podemos procurar segurança no que nos é familiar mas percebemos que os tempos, hábitos e as certezas já não são o que eram.

É uma semana em que sentimos que não temos individualmente, a sós, grandes garantias e na qual o que nos segura são as estruturas em que estamos inseridos e as relações com os outros. Tudo isto porque a Lua, cheia no Domingo em Carneiro oposta ao Sol em Balança e quadrada a Plutão na segunda, nos impele à acção radical, por si mas chocamos com a necessidade de entrar em diálogo e acordo com os outros, procurar equilibrios e por isso ter de dobrar a vontade. Terça e quarta, a Lua em Touro que só por si apenas nos levaria a apreciar o que é bom e seguro, é abalada nesse desejo de materialidade ou garantias por uma quadratura a Saturno em Aquário, uma conjunção a Urano e ao Nódulo Norte. Ou seja a Lua ao activar a tensão entre o planeta das restrições, regras, limites sociais e o da inovação, liberdade ou infinitas possibilidades, coloca as nossas emoções, o feminino, no coração desse conflito de interesses- dia certamente importante para o desenrolar da historia da contestação das mulheres no Irão. Individualmente será a certeza de que há revoluções a fazer na nossa leitura do que é importante ou válido, mesmo que isso implique, temporariamente uma situação de menos em vez de mais. Mas como nesta fase dos Ceus, com Mercúrio, Venus e Sol em Balança, nada se pode fazer sozinho e procurar acordos mesmo que pareçam impossíveis é o recomendado, quinta, sexta e sábado de manhã, a Lua em Gémeos em trígono aos planetas em Balança e a Saturno em Aquário, pede que analisemos os dados, demos as voltas necessárias para ter mais informação e capacidade negocial, dentro dos limites impostos. Com flexibilidade, tudo isto é facilitado por um grande trígono de ar entre a Lua conjunta a Marte em Gémeos, em aspecto fluido ao Sol e Vénus no signo da harmonia e a Saturno no signo do interesse colectivo. No entanto, depois da conjunção a Urano da véspera, temos de estar conscientes de que não se está no debate para que fique tudo na mesma, aliás Plutão entrou directo na Lua Cheia de domingo 9 e os cenários de mudança começam a rolar. A Lua Nova e eclipse do Sol conjunto a Venus em Escorpião no próximo dia 25 será a próxima etapa a ultrapassar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: